Iza - Reprodução de vídeo
IzaReprodução de vídeo
Por O Dia
Um dia após as celebrações da Consciência Negra, Iza fez um longo e difícil desabafo sobre a morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro assassinado por seguranças no supermercado Carrefour, em Porto Alegre, na sexta-feira. A declaração ocorreu durante um evento que celebra a música brasileira. Em um vídeo publicado nas reses sociais, a cantora disse que nada não irá desistir de lutar.
Publicidade
"Como é possível que não exista racismo? O nome dele é João Alberto Silveira Freitas, brasileiro, 40 anos, pai de quatro filhos. Ele tinha direito à vida assim como cada um de nós", iniciou o discurso. "Nós vamos seguir, superar e cantar nossa história, apesar e para além do racismo. A música é uma forma de celebrar a vida e as vitórias, mas também um lugar de cura", refletiu a carioca. 
Em seu Instagram, Iza reforçou o recado de que a história do racismo se repete. Na legenda, questionou seus seguidores: "Quem aqui, preto, nunca foi seguido em um supermercado ou temeu pela vida em qualquer outro lugar? Chega!". Ela ainda convidou as pessoas que se engajaram na campanha Black Lives Matter nas redes sociais, quando o americano George Floyd morreu, a se posicionarem também sobre a morte do brasileiro.
Publicidade
 
"A história se repete mais uma vez. Perdemos mais um dos nossos nessa narrativa racista. Uma narrativa que é reforçada todos os dias em vários espaços que também mereciam ser boicotados, porque a violência acontece de várias formas. Assim como todos os outros que já se foram, João Alberto, sua partida não foi em vão. Nós permanecemos lutando e contando a nossa história. Vidas negras importam", finalizou.