Zé de Abreu - Globo/João Miguel Júnior
Zé de AbreuGlobo/João Miguel Júnior
Por O Dia
Assim como vários outros famosos, José de Abreu falou sobre a morte de Maradona, nesta quarta-feira. Mas, ao "prestar homenagem" ao jogador, o ator destacou a passagem do atleta no Carnaval do Rio. O comentário não foi muito bem recebido nas redes sociais e gerou polêmica.
"Conheci Maradona no carnaval, Camarote da Brahma, no sambódromo. Ficou num chiqueirinho na área VIP, acho que foi o primeiro a ganhar tal honra. Rosto deformado, gordo e bravo, muito bravo. Obviamente cheiradaço, branco como cera, suava em bicas. Era o que menos se divertia. RIP", escreveu.
Publicidade
 
Alguns seguidores não gostaram de como o ator retratou Maradona em um momento tão delicado e rebateram Zé.
Publicidade
"É sério que é isso que você quer escrever sobre ele?", questionou uma seguidora. "Sim, foi minha experiência de vida com ele", respondeu o ator.
Depois algumas críticas, José fez mais uma publicação sobre o assunto. "Respeito muito mais a memória de Maradona contando a verdade que só vir aqui incensá-lo. Ele foi vítima, não algoz. No Brasil viciado é bandido. No mundo real é vitima", escreveu.
Publicidade
"Eu estou aqui para confundir, não para esclarecer. Pensem, apenas pensem. E vocês, jovens “inteligentes” quo odeiam velhos, aceitem o conselho de Nelson Rodrigues: “envelheçam”. Ja que a outra opção é a morte."
Publicidade
"Pronto. Todo mundo pensando e discutindo Maradona. Obrigado. É assim que a humanidade caminha", finalizou.
Publicidade