Giselda Fernandes e resíduos acumulados durante a pandemia
Giselda Fernandes e resíduos acumulados durante a pandemiaDivulgação
Por O Dia
Rio - Giselda Fernandes é bailarina e coreógrafa que há 20 anos investiga e busca sensibilizar o olhar humano para as questões ambientais. No espetáculo inédito, Objetos em Redes, que estreia no dia 18 de março, 5ªf, às 19 horas, com transmissão gratuita e ao vivo direto do Teatro Angel Vianna, via Facebook do Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, a diretora convidou oito bailarinos como performers, moradores de diferentes pontos da cidade do Rio de Janeiro, com o desafio de utilizar resíduos plásticos encontrados no seu entorno como parceiros na criação coreográfica que fará parte da composição do cenário de Hilton Berredo, que assina a direção artística e Instalação Cênica.
Publicidade
Reunidos sob a direção de Giselda Fernandes, Casul0, Cayo Almeida, Diogo Nascimento, Luciana Barros, Marlúcia Ferreia, Samuel Castelo, Tais Almeida e Wagner Cria no projeto Objetos em Rede, os bailarinos usam os objetos plásticos como parceiros na criação e em busca de uma resposta artística para as questões sobre as mudanças climáticas: o estado de coisas em que cada indivíduo se vê transformado em seres plásticos que desequilibam o planeta.
“Objetos em Redes” não reconhece as fronteiras entre arte e natureza, entre corpo e objeto, entre cidade formal e informal, entre hoje e amanhã: presencialmente ou on-line nos afetamos e queremos afetar a todos com os desafios de cocriar o mundo das futuras gerações.”, reflete Giselda Fernandes

Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc apresentam Objetos em Redes, que conta com o apoio da Prince Claus Fund e da Casa da Palmeira (Cabo Frio-RJ). Esta última, local onde a criadora e elenco se reuniram em imersão criativa, onde ocorreu o processo de pesquisa e ensaios presenciais do espetáculo – em conformidade com todos os protocolos de segurança do Covi-19 no local.

Além das apresentações ao vivo, Objetos em Redes conta ainda a exibição de cinco sessões gravadas nos dias 26, 27 e 28 de março, online e gratuitas. A sessão do dia 26 de março será seguida de bate-papo online com a equipe após a exibição. Também faz parte do projeto duas oficinas ministradas pela coreógrafa (abaixo, serviço completo).

Este projeto tem patrocínio da Lei Aldir Blanc do Estado do Rio de Janeiro - Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Lei Aldir Blanc da Prefeitura do Rio de Janeiro - Secretaria Municipal de Cultural e do Prince Claus Fund. Apoio do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro e da Casa das Palmeiras (Cabo Frio – RJ)
Publicidade
SINOPSE:
Para sensibilizar o olhar humano para as questões ambientais, oito bailarinos convidados como performers. moradores de diferentes pontos da cidade, com o desafio proposto pela coreógrafa de utilizar resíduos plásticos da região de cada um como matéria prima para as apresentações.


SERVIÇO:
Publicidade
OBJETOS EM REDES | DANÇA PERFORMER
Data: 18, 19, 20 e 21 de março | 5af a domingo
Horário: Quinta a Sábado: 19h | Domingo:18h
Transmissão ao vivo do Centro Coreográfico do Rio de Janeiro | Teatro Angel Vianna
Online: www.facebook.com/centrocoreografico
Classificação: Livre
Duração: 50 minutos
Ingresso: Gratuito

OBJETOS EM REDES | Versão Gravada
Data: 26, 27 e 28 de março
Onde: www.sympla.com.br/eventos/teatro-espetaculo
Sexta às 19h | com bate-papo online com a equipe criativa após a exibição do espetáculo
Sábado e Domingo: 17h e 20h
Classificação: Livre
Duração: 50 minutos
Ingresso Gratuito

OFICINAS ONLINE GRATUITAS (plataforma zoom)
Publicidade
22 e 24 de março de 2021 | 2ªf e 4ªf | 18h | Ique Moraes | Oficina de Dinâmica Muscular Método Ceme Jambay
23 e 25 de março de 2021 | 3ªf e 5ªf | 15h | Giselda Fernandes | Oficina Objeto Partner
Confirmação através do e-mail: [email protected]