Gilberto - Reprodução
GilbertoReprodução
Por O Dia
Rio - Caio e Gilberto conversam na área externa do 'Big Brother Brasil 21', na tarde desta terça-feira, sobre a postura de Arthur no jogo. 
Publicidade
“Gil, aquele dia que você conversou com o Arthur, ele não teve coragem de assumir para você? Ele falou que era mentira nossa?”, perguntou o fazendeiro. Gilberto confirmou a informação. “Eu até conversei com ele ontem. Ele falou que até ficou com raiva e tal, e as coisas que ele falou na raiva foi aquilo. Eu até falei com a Sarah que as coisas que falei para ele foi aquilo que nós conversamos. Tanto que eu queria muito ver como falei, como me expressei, para ter certeza que não falei nada errado. Em nenhum momento eu disse: 'O Caio disse pra eu ter cuidado com você. Tenho certeza”.
O doutorando em economia ainda desabafou: “Vou dizer, mas eu quero que morra aqui porque não quero mais confusão. Quem jogou a ideia que a Karol estava me envenenando, me desculpe, tem uma chance sim. Porque ela me disse: 'Ah, mas você prometeu para o Arthur'. Todo mundo sabia dessa história de promessa menos eu. Foi isso que me deixou chateado”, disse ele, que continuou: "Fiquei chateado pelo o que ela falou e depois ela desmentiu o que disse. Igual ela fez ontem, desmentindo a Camilla”.
Publicidade
O bate-papo continuou. Caio, então, explicou os motivos que tinha para indicar Arthur ao Paredão: “Ontem eu comentei com a Carla. Uns achavam que eu tinha motivo, e uns achavam que eu não tinha motivo (para votar em Arthur junto com o trio). Naquela, né, no trio. E aí eu comentei com ela o que tinha acontecido. Chegou o assunto para ele, ele disse que era mentira. Eu e o Fiuk passamos por mentirosos e tal, todo esse rolê. Inclusive falei até com o Projota. E eu fiquei em uma situação de que eu vou ter que colocar minha mão no fogo por um dos lados. Eu, hoje, tenho que escolher entre acreditar em Gil ou acreditar em Arthur. Não tem outro recurso, não tem como você ficar neutro. O jogo já está de um jeito que não tem como ficar neutro”.

Gilberto ponderou: “No meu sentimento, você não precisa tomar um lado. Quando nós sentamos aqui para decidir, cada um deu um nome. Eu dei a Pocah, Fiuk deu o Arthur. E quando veio o assunto do Arthur, eu ainda falei, ‘nossa, então é 1,5’. Eu ainda usei essa expressão matemática”.