Por raphael.perucci
Publicado 03/02/2014 12:45 | Atualizado 03/02/2014 13:01

Rio - Após o sucesso de "As Três Irmãs", obra que exalta Beija-Flor, Imperatriz e Mocidade, o jornalista e escritor Fábio Fabato lança, nesta terça-feira, seu mais novo livro. Em "As Titias da Folia: o brilho maduro de escolas de samba de alta idade", outras quatro agremiações têm suas histórias contadas: Estácio, Unidos da Tijuca, Vila Isabel e Viradouro.

O projeto, que sai pela editora NovaTerra, conta ainda com os historiadores Luiz Antonio Simas e Vinícius Natal, e os pesquisadores Julio Cesar Farias e Marcelo Camões, traz 40 textos sobre o universo das quatro escolas. A noite de autógrafos acontecerá nesta terça-feira, às 19h, no Bar Ernesto, na Lapa.

Livro homenageia Vila%2C Unidos da Tijuca%2C Estácio e ViradouroDivulgação

O porquê do "titias" do título é próprio organizador quem explica. "O nome titias é porque estamos falando de escolas, que apesar de serem mais velhas que as irmãs (do livro anterior) penaram um pouco para alcançar o sucesso, elas brilharam só depois de 'velhinhas'. Tudo bem que a Tijuca venceu em 1936, mas apesar disso só começou a brilhar mesmo a partir de 2004, com Paulo Barros", afirma Fabato.

Curiosidades e "causos" de personagens importantes são revelados em forma de crônicas.
"O livro é composto por 40 textos no formato de crônicas. Cada autor foi orientado de que deveria criar algo leve. A ideia era fugir de textos acadêmicos e criar uma coisa legal no estilo do carnaval. Cada um deveria fazer dez sobre a sua escola que montassem essa história toda. Tivemos o cuidado de criar um formato para que nenhuma escola saísse prejudicada em relação à outra. Apesar disso, eles tinham total liberdade", frisa Fabato.

Homens entre as baianas da Tijuca

Entre as histórias contadas na obra está a participação de homens na ala das baianas na Unidos da Tijuca, no desfile de 1988. "A escola queria que as baianas rodassem mais, por isso decidiram colocar homens entre as senhorinhas. Para não serem descobertos pdiram que todos raspassem os bigodes, mas um não raspou. Com isso, a escola foi descoberta e deu a maior confusão", lembra o autor.

Outra curiosidade, o desfile campeão de 1988, "Kizomba", da Vila Isabel não pode ser visto novamente no sábado das Campeãs por causa de uma tempestade que assolou o Rio de Janeiro.

Para 2015, o grupo prepara duas novas produções. Uma vai falar das primas: Caprichosos de Pilares, São clemente e União da Ilha do Governador. Por fim, a última trará a história das matriarcas: Mangueira, Salgueiro, Portela e Império Serrano.

Você pode gostar