Samba de quadra ganha concurso mais democrático

Prêmio contempla autores e intérpretes, e inscrições são grátis

Por tabata.uchoa

Monarco é o homenageado desta ediçãoRogério Reis / Divulgação

Rio - Estão abertas as inscrições para a 7ª edição do Concurso de Samba de Quadra, voltado para compositores e intérpretes cujas obras valorizem o samba de raiz. O tema é livre. “Hoje, os composições estão muito ligadas aos enredos propostos pelas escolas. Para um samba concorrer, o sujeito tem que contratar escritório, desembolsar até R$ 120 mil. A proposta do Concurso de Samba de Quadra é resgatar o samba genuíno e democratizar todo o processo”, afirma o idealizador do evento e produtor cultural Paulo Roberto Direito.

O cadastro é gratuito e pode ser feito até 4 de novembro pela internet (www.radiceproducoes.com.br ou www.firjan.org.br/sesicultural). A inscrição também pode ser presencial, na portaria do Teatro Sesi (Avenida Graça Aranha 1, Centro), de terça a sexta-feira, das 10h às 17h.

Os interessados podem inscrever até duas músicas. O material deve ser entregue em CD (três cópias) e letras escritas (três cópias). Todo o regulamento e endereço de entrega também estão descritos nos sites da inscrição. À medida que as canções são recebidas pelos organizadores do concurso, uma comissão, formada por músicos ligados ao Carnaval, analisa e dá nota às obras. Na sequência, 20 são escolhidas e seguem para a semifinal, no dia 3 de dezembro, no Teatro Sesi, com show da Velha Guarda do Império. Desta etapa, saem dez sambas, que vão para a grande final, dia 7 de fevereiro de 2015, na quadra da Portela, com show da cantora Teresa Cristina.

O autor da melhor canção receberá um prêmio de R$ 5 mil e o Troféu Monarco, o compositor homenageado deste ano. O segundo e terceiro colocados serão contemplados com R$ 3 mil e R$ 2 mil, respectivamente. Haverá, ainda, prêmio para o melhor intérprete, que receberá R$ 1 mil, como forma de estimular o surgimento de novos talentos do samba de quadra.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia