Bangalafumenga suspende desfile devido à sujeira deixada nas ruas

Em nota publicada no Facebook, bloco explica que o problema impacta a vida de moradores e que 'algo precisa ser feito'

Por paloma.savedra

Rio - Ele já faz parte do roteiro dos foliões cariocas, mas - surpreendentemente - não sairá no Carnaval de Rua este ano. A duas semanas da folia, o bloco Bangalafumenga, que sai no Aterro do Flamengo e arrastou uma multidão de 90 mil pessoas em 2014, anunciou neste domingo, em sua página no Facebook, o cancelamento de seu desfile. O motivo? A sujeira deixada nas ruas e as falhas na infraestrutura do evento. 'Já era hora de algo ser feito', escreveram os integrantes. 

"É com o coração partido que o Bangalafumenga anuncia o cancelamento de seus desfiles de Carnaval. 
Essa decisão foi tomada depois de percebermos que, apesar da grande quantidade de banheiros disponibilizados pelas prefeituras das cidades durante o Carnaval nos últimos anos, o número de pessoas fazendo xixi nas ruas ainda era assustador. No final da festa, o que ficava para trás era simplesmente inaceitável", dizia parte da nota publicada na rede social. 

No desfile de 2014, no Aterro do Flamengo, Bangalafumenga arrastou uma multidão com clássicos do samba, Tim Maia e Jorge BenAlessandro Costa / Agência O Dia

O problema do lixo e da sujeira deixados pelas ruas da cidade no Carnaval já vem chamando atenção da população e autoridades. O caso teve ainda maior atenção depois da greve dos garis no ano passado, em pleno carnaval. A paralisação afetou todo o Rio: em diversas ruas, era possível ver montanhas de lixo fechando espaços e aumentando riscos de doenças. 

No texto, os organizadores ressaltaram que a sujeira impacta negativamente a vida dos moradores da região: "O impacto disso para a comunidade vai muito além da sujeira que se acumula em postes, árvores, monumentos e demais locais públicos: os arredores se transformavam em um verdadeiro esgoto a céu aberto, obrigando moradores e turistas a conviver com um cheiro insuportável, além da presença de ratos, baratas e o risco de contaminação de doenças", explicaram os integrantes. 

Lembrando que já são 15 anos de folia, o grupo lamentou a medida, dizendo ser uma data triste, mas que já era hora de algo ser feito. "Não podíamos mais ver o estado em que as ruas ficavam e continuar fingindo que nada acontecia. Como diria Mahatma Gandhi: 'Seja você a mudança que deseja ver no mundo'. "Esperamos que este nosso manifesto sirva para conscientizar, e que a partir de agora as coisas mudem e nós não precisemos mais conviver com esse tipo de problema. Em 2016, estaremos de volta ainda mais fortalecidos e com a promessa de fazer o desfile mais lindo que vocês já viram". 

Procurado, o grupo ainda não se manifestou sobre o caso. Já a Riotur informou que ainda não foi comunicada formalmente sobre o cancelamento do desfile. 



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia