Festival de Sambas de Terreiro da Portela entra na reta final

Apresentação das obras da Chave Manacéa, neste domingo, vai encerrar primeira fase. Vencedor será conhecido no dia 8 de julho

Por O Dia

 Ala de Compositores da Portela leva o nome do saudoso Ary do Cavaco, que foi homenageado com uma caricatura na sala dedicada aos poetas da escola, na quadra
Ala de Compositores da Portela leva o nome do saudoso Ary do Cavaco, que foi homenageado com uma caricatura na sala dedicada aos poetas da escola, na quadra -

Rio - O 3º Festival de Sambas de Terreiro da Portela entrará na fase final após a realização, neste domingo (24), da última apresentação das composições da 'Chave Manacéa'. Com entrada franca e participação do grupo Samba e Amor, o evento vai agitar a quadra da agremiação, em Madureira, a partir das 15h.

Encerrada esta rodada, a comissão organizadora vai somar as notas dadas pelos jurados aos 83 concorrentes nas exibições da primeira fase. Em seguida, serão definidas as 21 obras que vão disputar a semifinal no dia 1º de julho. Já a finalíssima, marcada para 8 de julho, terá 12 sambas.

O campeão vai levar o Troféu Zeca Pagodinho, diploma e prêmio de R$ 3 mil. O segundo colocado ganhará R$ 2 mil e o Troféu Noca da Portela, além de diploma. O terceiro lugar será contemplado com R$ 1 mil, o Troféu Casquinha e o respectivo certificado. Haverá, ainda, a entrega do Troféu Silvinho do Pandeiro ao melhor intérprete.

O concurso é coordenado pela comissão que dirige a Ala de Compositores Ary do Cavaco, formada por Jane Garrido (coordenadora) e Walter Alverca e Arlindão Matias (diretores).

A quadra da Portela fica na Rua Clara Nunes 81, em Madureira.

Serviço:

Festival de Sambas de Terreiro da Portela

Apresentação da 'Chave Manacéa'

Data: Domingo, dia 24 de junho

Horário: A partir das 15h

Local: Quadra da Portela

Endereço: Rua Clara Nunes 81, Madureira

Entrada franca

Classificação: Livre

Informações: (21) 3256-9411 

Galeria de Fotos

Ala de Compositores da Portela leva o nome do saudoso Ary do Cavaco, que foi homenageado com uma caricatura na sala dedicada aos poetas da escola, na quadra Felipe Araujo / Divulgação
Marlon Lamar e Lucinha Nobre formam o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Portela Leo Cordeiro / Divulgação

Últimas de Carnaval