Mais Lidas

Muita água e samba no pé no Grupo de Acesso A

Forte chuva que caiu na sexta-feira atrasou o desfile em meia hora. Mesmo com tempo adverso a garra das agremiações deu o tom do primeiro dia de desfile na Sapucaí

Por O Dia

Unidos da Ponte: agremiação reeditou o enredo 'Oferendas', de 84
Unidos da Ponte: agremiação reeditou o enredo 'Oferendas', de 84 -

Rio - O primeiro dia de desfiles no Sambódromo foi cheio de água e muito samba no pé! Por conta da forte chuva que castigou o Rio na sexta-feira e inundou, literalmente, a Marquês de Sapucaí, as sete escolas do Grupo de Acesso A entraram na avenida com atraso. O início, programado para as 22h30, teve de ser adiado por meia hora até que a água escoasse e a via fosse liberada. Unidos de Padre Miguel, Acadêmicos da Rocinha e Inocentes de Belford Roxo se destacaram no primeiro dia de desfiles. A abertura do Carnaval teve ainda Unidos da Ponte, Alegria da Zona Sul, Acadêmicos de Santa Cruz e Acadêmicos do Sossego.

No primeiro dia, três das sete escolas estouraram o tempo máximo de 55 minutos: Alegria da Zona Sul (um minuto), Acadêmicos de Santa Cruz (dois minutos) e Padre Miguel (três minutos).

Debaixo d'água, a Unidos da Ponte abriu a noite depois de 35 minutos do horário previsto inicialmente. Com "Oferendas", a Unidos da Ponte reeditou o enredo de 1984. A escola de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, subiu para a série A em 2018. 

A Alegria da Zona Sul, segunda escola exaltou a Umbanda, religião de matriz africana, com o enredo "Saravá, Umbanda!", do carnavalesco Marco Antônio Falleiros. Homens da bateria homenageavam o sábio Preto Velho, e as mulheres estavam fantasiadas de cambonas, que os acompanhavam. Os integrantes chegaram 4 horas antes no sambódromo para fazer a pintura corporal.

A terceira escola da noite, a Acadêmicos da Rocinha, trouxe o enredo "Bananas para o preconceito", com o objetivo de combater o racismo e valorizar ações afirmativas para o cidadão negro. "Tire seu preconceito do caminho que eu quero desfilar com a minha cor", são versos do samba.

Unidos de Padre Miguel é uma das favoritas

A Unidos de Padre Miguel, responsável pela maior mobilização das arquibancadas da Marquês de Sapucaí na primeira noite do Grupo de Acesso do Carnaval carioca, levantou a arquibancada com o enredo "Qualquer Semelhança Não Terá Sido Mera Coincidência", em homenagem ao dramaturgo Dias Gomes. Embora tenha estourado o tempo, a escola é uma das favoritas do Grupo de Acesso A.

A rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo, Thaina Oliveira, fez seu primeiro desfile à frente da bateria da agremiação com uma fantasia feita de pedaços de espelho. "Está pesada, mas está confortável. E o principal: bem comportada", contou.

A escola apresentou o enredo "O Frasco do Bandoleiro", sob comando do carnavalesco Marcus Ferreira, que foi campeão da Série A com o Império Serrano em 2017. Chamou a atenção a reutilização de materiais descartáveis na confecção de alegorias e fantasias.

Atriz Ruth de Souza recebe homenagem na avenida

A Acadêmicos de Santa Cruz levou à Sapucaí o enredo "Ruth de Souza - Senhora Liberdade, Abre as Asas Sobre Nós", homenageando a atriz de 97 anos. "Me preparei como se fosse estrear uma peça de teatro. Estou muito feliz, mas com medo da chuva estragar tudo", disse a veterana atriz. Logo no início do desfile, a escola exibiu uma faixa em homenagem a Marielle Franco, vereadora assassinada junto com o motorista Anderson.

O desfile contou com a presença de Milton Gonçalves, Juliana Alves, Elisa Lucinda, Adriana Lessa e Isabel Fillardis, que veio na comissão de frente.

Última escola a pisar na Sapucaí, a Acadêmicos do Sossego iniciou o desfile com uma mensagem direta ao prefeito do Rio. Com uma faixa à frente da comissão de frente, a escola quer subir para o Grupo Especial com o enredo "Não se Meta em Minha Fé, Acredito em Quem Quiser!".

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários