-
Por
Rio - Um dos blocos tradicionais no Carnaval, o Bangalafumenga começou atrasado, na manhã deste domingo, por conta da chuva. Previsto para iniciar às 9h, o bloco teve início após duas horas do horário programado. O sistema de som do bloco foi parcialmente danificado devido à queda de uma torre do palco com caixas de som em razão do temporal da noite passada. Mas isso não fez com que os foliões desanimassem. Segundo a Riotur, a apresentação animou 500 mil foliões.

Galeria de Fotos

Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Na foto, vendendo batidas com seu filho,Caetano do Engenho. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Na foto, vendendo hamburgueres veganos,Amanda Neves. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Na foto, vendendo Drinks, Refil da Alegria,(direita)Thiago colares. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Dia de blocos no Centro do Rio. No Aterro do Flamengo, se apresentou o Bangalafumenga. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Publicidade
Os organizadores tiveram que se desdobrar durante toda a madrugada para não decepcionar os milhares de foliões que se programaram para ir até o Aterro curtir a manhã do domingo de Carnaval. Em tom de desabafo, um dos organizadores do bloco, Rodrigo Maranhão, revelou que no próximo Carnaval não vai mais querer a estrutura de palco. “Ano que vem vamos voltar pra rua, não quero saber mais desse negócio de palco”, desabafou.

O público se animou com sucessos da música popular brasileiro puxados pela bateria do bloco. Eles fizeram um passeio pelos ritmos brasileiros, com ênfase na música da Bahia e Pernambuco. Entre os gêneros musicais não faltou axé, maracatu, frevo e samba. Além disso, a apresentação teve a participação do Serjão Loroza.