Por daniela.lima

Rio - Valesca Popozuda está no comando. E ai quem duvide disso. Com o hit ‘Beijinho no Ombro’ — que já alcançou mais de 21 milhões de visualizações no YouTube —, guarda-roupa renovado e megaprodução em seus clipes, a cantora voltou a ser assunto no Palácio do Planalto. Depois de o ex-presidente Lula dar espiadinha nos ‘atributos’ da cantora, durante uma ação no Complexo do Alemão em 2008, Valesca agora foi parar no Facebook da presidenta Dilma Rousseff. 

Valesca ‘toda-poderosa’ no clipe de ‘Beijinho no Ombro’ Ag. News


Em uma ilustração postada na rede social terça-feira, um avatar da presidenta aparece mandando beijinho no ombro contra o recalque para comemorar a marca de 350 mil curtidas em sua página. Foi o suficiente para os holofotes se virarem ainda mais para a funkeira.
“Não sabia que fazia tanto sucesso no Planalto. Jamais imaginei que tivessem tempo de prestar atenção em mim com tanta coisa acontecendo no país. Fico feliz que minha música tenha chegado até lá”, conta Valesca ao DIA.

Alberto Cantalice, Vice-Presidente Nacional do PT e responsável pelas redes sociais do partido e da presidenta, não esperava que a postagem tivesse tanta repercussão (até o fechamento desta edição, o post já ultrapassava 11 mil curtidas). “Foi uma ideia da equipe e ficamos felizes com o resultado. A cada 10 mil curtidas, a gente faz um agradecimento com alguma foto da Dilma e, como 350 mil é um número bastante significativo, resolvemos fazer essa brincadeira”, conta ele.

Mês passado, o hit da funkeira também protagonizou a campanha de Carnaval de 2014, ‘Beijinho no ombro, camisinha no bolso’ , da Prefeitura do Rio de Janeiro, para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Esta semana, Valesca também postou em seu Facebook uma foto participando da campanha #nãomereçoserestuprada, de repúdio à pesquisa que mostrou que maioria dos brasileiros acha que mulheres que mostram o corpo merecem ser atacadas. 


Valesca sabe ser política: “‘Beijinho no Ombro’ não tem palavrão, é uma música forte. É uma honra ter uma referência dela no Facebook da presidenta. Eu penso: ‘Nossa, isso é demais!’ Com certeza é uma fase boa. Não tenho deslumbre e nem fico falando que minha música é f... Vejo tudo com grande emoção. Espero que, o dia em que a Dilma dançar minha música de verdade, eu esteja ao lado dela”.

Além de figurar no ambiente do poder, Valesca agora frequenta festas de luxo e passou por um processo de transformação na imagem. Quis deixar de fazer o estilo periguete para adotar um look mais refinado, moderno e comportado. Mas a funkeira jura que não faz questão de usar roupas de grife.

“Continuo a mesma Valesca. Não faço questão de usar marca, eu quero é estar bem”, garante ela, enquanto circula pelos corredores da São Paulo Fashion Week com sua bolsa Chanel. Stylist da cantora há quase quatro anos, Marcella Vinhaes admite que a mudança foi crucial no processo de aceitação de Valesca na alta sociedade.

Valesca Popozuda faz campanha contra o estuproReprodução Internet

“A imagem é a principal ferramenta no convívio social. Agora, ela frequenta lugares, festas e até determinados programas de TV que não frequentaria se não tivesse tido essa transformação”, acredita Marcella. “Quando ela me contratou, tinha essa vontade de se vestir melhor, mas não queria perder a essência. Antes, ela não tinha senso de equilíbrio, usava coisas muito apertadas, justas. Ela queria acabar com a imagem de periguete e, para isso, tinha que passar por uma transformação visual, que foi acontecendo aos poucos. Não foi nada revolucionário”, enfatiza.

Mesmo ‘melhorada’, Valesca não quis deixar de usar peças com as quais se identifica. “A peça-chave do guarda-roupa dela é o short. É um look que ela usa tanto no dia a dia como nos programas de TV, e a gente conseguiu dar um toque bem moderno e pessoal. Agora, ela veste shorts de alfaiataria, bordados”, continua a stylist, apontando em quem Valesca se inspira na hora de se vestir.

“A gente busca referências. E ela sempre me falou muito da Kim Kardashian e da Beyoncé. Aqui, ela gosta muito do estilo da Sabrina Sato e também admiramos muito o trabalho do Yan Acioli, stylist dela. Prezo que a Valesca seja casual e moderna no dia a dia e que seja chique quando necessário, sempre com suas características pessoais”, comenta Marcella.

Apesar de já estar trabalhando há bastante tempo com a cantora, Marcella diz que a primeira aparição chocante da ‘nova Valesca’ aconteceu ano passado, no Fashion Rio. “Ela usou um tubinho preto da grife Iódice e uma bolsa Chanel, que é a peça mais cara do armário dela (R$ 12 mil). Queria que as pessoas olhassem para ela e falassem: ‘Não, não é a Valesca’. Deu certo”.

Você pode gostar