Irreverente, a escritora Thalita Rebouças cogita entrar no mundo da música

Relação com o meio musical inspirou a nova obra '360 Dias de Sucesso'

Por nicolas.satriano

Rio - Ela já é best-seller nas livrarias e agora quer ser número um nas paradas de sucesso. Se depender da escritora Thalita Rebouças, o próximo nome que vai bombar nas paradas musicais será o dela. “Afinação, talento para tocar instrumentos e sensibilidade para compor não me faltam”, diz ela, sem modéstia nenhuma.

Essa afinidade com a música foi essencial para Thalita escrever seu novo livro, ‘360 Dias de Sucesso’ (Editora Rocco, 304 págs., R$ 27,50) lançado na última semana. 

“A minha relação com música é antiga. Lembro da minha vó varrendo a casa e cantando Jorge Ben Jor. E eu nunca tive preconceito com música. Adoro brega. Ouço muito o Benito Di Paula. Também adoro o Marcelo Jeneci. Mas, além de reafirmar a minha paixão por música, esse trabalho me deu a oportunidade de conhecer bandas novas, como a inglesa One Direction e o grupo americano Paramore, que inspirou os personagens da história”, conta.

A obra, uma espécie de livro de memórias, mostra a história do grupo Sem Nome, que em menos de um ano conheceu o sabor do sucesso, viveu o apogeu e a histeria até se dissolver.

Sem tempo para modéstia%2C Thalita cogita formar banda e entrar para o ramo musicalMárcio Mercante / Agência O Dia

“Esse é o meu primeiro livro que tem do início ao fim um narrador masculino. E esse já foi o primeiro desafio, porque eu sou toda menininha. Nesses momentos, eu pedia a ajuda do meu marido (Carlos Luz). Ele lia alguns trechos e falava: ‘Olha, Thalita, um cara hétero não ia dizer isso nunca.’ Outra coisa bacana é que, nessa história, o Gualter, o baterista, é a estrela. É engraçado, porque o Léo Jaime, o Tico Santa Cruz e o Tony Bellotto, que me ajudaram, disseram que o baterista é sempre o mais zoado da banda. Não pega ninguém. Aqui, eu quis dar a chance de ele brilhar.”

Apaixonada por Beatles e fã do grupo Menudos por um curto período, como ela faz questão de dizer, Thalita confessa que ao escrever a obra relembrou os anos em que era tiete e fazia loucuras pelos meninos que inspiraram muitas jovens com o hit ‘Não se Reprima’.

“Eu não era do tipo que acampava em porta de hotel, mas lembro que, uma vez, fiz o meu avô me levar para um show em São Januário. Eu tinha uns 9 anos nessa época. Mas essa fase passou rápido. Hoje eu gosto mesmo é do Barão Vermelho e do Skank”, diz ela.

Cheia de talentos, a escritora revelou mais uma faceta nesse livro: a composição. “A música ‘Amor na Hora Certa’ foi escrita por mim. Eu fiquei surpresa de ver que sei rimar, consigo escrever uma canção.” E será que Thalita nunca pensou em ter uma banda? “Olha, eu toco piano de ouvido, fiz aula de agogô e quero aprender baixo. Também não sou ruim cantando. Na minha festa de 40, eu cantei com o Léo Jaime e me saí bem. Acho que vou pensar sobre isso”, brinca.

Mas, se a banda não sair, Thalita ainda continuará com a agenda lotada. No teatro, a história de seu livro ‘Fala Sério, Mãe’ vai ganhar os palcos, assim como ‘Era Uma Vez Minha Primeira Vez’. No cinema, ‘Uma Fada Veio me Visitar’ estreia possivelmente no próximo ano.

“Adoro esse texto e fiquei honrada em saber que o Paulo Gustavo vai interpretar a protagonista. Amo o trabalho dele e acho que vai casar perfeitamente com a personagem, uma fada hilária e que faz tudo errado.” E como fôlego é o que não falta, Thalita ainda vai viajar o Brasil inteiro divulgando seu novo livro. “O ano de 2015 promete.”

Casada desde 2002 e sem previsão de ter filhos, Thalita garante que sua família já está completa. “A gente trabalha muito e ter um filho requer tempo. Não teria uma criança para criar nas coxas. Não faz o meu perfil. Eu acabei de ganhar o meu cachorro (Lindão) e ele é um filho pra mim.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia