Ator de 'Transformers' afirma ter sido estuprado por uma mulher

Shia Labeouf disse abuso aconteceu durante uma performance artística numa galeria de Los Angeles

Por tiago.frederico

Estados Unidos - Astro de Transformers, Shia Labeouf afirmou, em entrevista à revista Dazed and Confused, que foi estuprado por uma mulher enquanto fazia uma performance artística em fevereiro deste ano. Durante o bate-papo com a repórter, o ator, famoso por seu lado polêmico, conversaram por e-mail, sentados frente à frente, mas em silêncio.

O abuso ocorreu no Dia dos Namorados, segundo a revista, quando Shia morou em uma galeria de arte de Los Angeles, nos Estados Unidos, para a performance #IAMSORRY, onde ficava à disposição dos fãs, permitindo uma maior interação das pessoas com o ator que ficava em silêncio.

Shia LabeoufReuters

"Uma mulher chegou com o namorado, que estava do lado de fora quando isso aconteceu, abriu as minhas pernas por dez minutos e então tirou as minhas roupas e começou a me estuprar", revelou o rapaz.

"Havia centenas de pessoas na fila quando ela saiu da galeria com o cabelo desgrenhado e o batom borrado. Não foi legal, não só por mim, mas por causa do namorado dela também", contou à repórter.

O ator acredita que sua namorada, a atriz Mia Goth, com quem está há quatro anos, tenha ficado sabendo do boato através de pessoas que estavam na fila. Embora o casal estivesse incomunicável, já que ele ficou na galeria por cinco dias, ela foi visitá-lo no Dia dos Namorados, data que aconteceu o suposto estupro. Segundo ele, o caso afetou o relacionamento.

Shia Labeouf deu entrevista por e-mail e em silêncioReprodução/Vídeo

"Ela pediu uma explicação (sobre o caso) quando entrou, mas eu não podia falar. Então nós ficamos sentados em silêncio com este trauma inexplicado. Foi doloroso", terminou.

A carreita de Shia Lebeouf começou quando ele ainda era uma criança, mas o ague da fama chegou com sua participação na trilogia "Transformers", lançados entre 2009 e 2011. O ator também foi um dos destaques de "Ninfomaníaca" e "Wall Street: o dinheiro nunca dorme". Hoje em dia, ele ganha a vida com performances artísticas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia