Erika Januza - Ag. News
Erika JanuzaAg. News
Por O Dia

Rio - A atriz Erika Januza usou as redes sociais, nesta segunda-feira, para compartilhar um relato sobre ataques racista que sofreu. Ela fez um desabafo sobre esse tipo de mensagem ainda existir no mundo e afirmou que só não sofre mais por ser uma personalidade reconhecida da TV.

“O fato de ser uma atriz ainda me protege um pouco, já que as pessoas me reconhecem, ou gostam de algum trabalho: ‘aquela negra… é atriz’. E aquela doméstica? E aquela gari? E aquela enfermeira? E aquela advogada? Somos pessoas. Merecemos respeito”, desabafou.

A declaração veio depois de uma mulher compartilhar nas redes sociais uma publicação com uma foto da atriz questionando os seus seguidores o quando ela era odiada. Um amigo de Erika saiu em sua defesa nos comentários e isso acabou motivando a atriz a compartilhar o relato e a encorajar pessoas que passam todos os dias pelos mesmos desafios.

“Eu vejo que quando se ataca um negro pelo simples fato de ser, você atacou todo um grupo. EU vejo assim. Um amigo me perguntou como eu estava, pois essas coisa mexem muito com o psicológico. Respondi: meu psicológico está calejado. Sou negra há 30 anos! A cada dia um novo desafio. Nao falo só por mim mas o cansaço é por ver coisas desse tipo todos os dias, com as mais diversas pessoas. Com todos os irmãos, pessoas de bem, homossexuais ou quem quer que seja que sofre algum tipo de preconceito. Só quem passa sabe, só quem ouve, lê, sente um olhar atravessado, sente alguém segurando mais forte a bolsa, te confunde com o funcionário da loja, enfim... são inúmeras as situações que podemos viver em nosso dia a dia”, escreveu.

“Estamos em uma nação onde mais da metade é composta por negros e com certeza tem um pouco de nós em todos O sangue em suas veias ou em alguma construção aí pela cidade. Fomos à base do trabalho de construção de muita coisa neste país as custas demuito sofrimento. Um dia ouvi de uma pessoa muito “importante”, não dá mais pra limpar o sangue do brasileiro. É!!! As pessoas dizem coisas assim. E ainda dizem que racismo é Mimimi. Esta doença está aí, latente. Às vezes oculta, mas latente. Eu não baixo minha cabeça. Me entristece, mas não me derruba. Representatividade! É necessária! Sigamos, firmes, fortes, corajosos”, completou o texto.

Na publicação, além do texto, a atriz compartilhou um vídeo onde manda um recado de apoio à todas as pessoas que passam por ataques racistas, mas não tem o mesmo espaço para resposta que ela. 

"Eu ainda tenho mais espaço para falar e pessoas que vão ver, mas no dia a dia tem tanta gente que passa por tantas coisas, ouve tantas coisas e não tem como se defender, é muito triste, sabe?", falou. 

"Esse tipo de ataque me faz mais forte. Cada vez que você me ataca eu fico mais forte. Por que é sinal que eu to te incomodando de alguma forma. E a gente incomoda porque a gente é forte. A cada dia que acontecer alguma coisa com você não se rebaixe, não se iguale a essa pessoa. Seja mais forte, use isso para te levar adiante e lutar para proteger outro para que chegue um momento que a gente não passe mais por isso", encorajou. 

"O problema está com quem faz, e não comigo que sou negra, porque eu amo ser negra, na outra vida eu quero vir negra de novo. A cor da minha pele não tem que ser motivo pra eu passar por qualquer tipo de ofensa. O problema não esta comigo, está com você"m finalizou. 

Ela ainda agradeceu pelas mensagens de apoio que vem recebido pelo ataque racista, desrespeitoso e preconceituoso que sofreu na rede social. 

Confira a publicação completa: 

Você pode gostar