Bruna Marquezine critica homem que foi agressivo em sorveteria: 'Um m...'

Rodrigo Farias Ferronato se recusou a usar máscara e discutiu com a atendente do local

Por O Dia

Bruna Marquezine se revolta com homem que foi agressivo com atendente de sorveteria
Bruna Marquezine se revolta com homem que foi agressivo com atendente de sorveteria -
São Paulo - Bruna Marquezine ficou indignada ao ver o vídeo em que um homem identificado como Rodrigo Farias Ferronato se recusa a usar máscara em um estabelecimento em Campinas, no interior de São Paulo, e se mostra agressivo com a atendente do local. A atriz falou sobre o assunto nas redes sociais.

Galeria de Fotos

Bruna Marquezine se revolta com homem que foi agressivo com atendente de sorveteria Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine volta a postar fotos de passeio na praia Reprodução Internet
Bruna Marquezine volta a postar fotos de passeio na praia Reprodução Internet
Bruna Marquezine volta a postar fotos de passeio na praia Reprodução Internet
Bruna Marquezine volta a postar fotos de passeio na praia Reprodução Internet
Bruna Marquezine volta a postar fotos de passeio na praia Reprodução Internet
Bruna Marquezine Reprodução Internet
Bruna Marquezine mostra fotos da comemoração de seu aniversário de 25 anos Reprodução Internet
"Esse é o Rodrigo Ferronato... no Twitter ele posta versos bíblicos e se define conservador... e quando a funcionária de uma sorveteria pede para ele colocar a máscara, ele reage dessa forma...", diz a legenda do post compartilhado por Marquezine. "O tradicional cidadão de bem, ou seja, UM GRANDE MERD*", escreveu a atriz.
O vídeo foi gravado por uma pessoa que estava no local e viralizou nas redes sociais. Depois da confusão, Rodrigo deu uma entrevista à EPTV, afiliada da Globo, e disse que foi a dona da loja quem começou o tumulto porque a máscara que ele estava usando estava no queixo e não cobria a boca e o nariz. Ele se exaltou depois que a mulher se recusou a vender seu produto.
"Acho que esse tipo de atitude minha eu poderia não ter feito. Eu deveria ter engolido a minha raiva e ter saído da sorveteria e procurado os meios legais para me defender e cobrar do jeito que deveria cobrar", disse o homem.

Comentários