Luísa SonzaReprodução do Twitter

Por O Dia
Rio - Após ser afastada das redes sociais por sua equipe, Luísa Sonza se pronunciou pela primeira vez desde que foi vítima de ataques na internet, que responsabilizavam a cantora pela morte do filho de Whindersson Nunes. Em entrevista a revista ELLE, a artista revelou detalhes sobre sua reação aos comentários maldosos, quando gravou um vídeo em que aparecia aos prantos.
Publicidade
"Eu estava sentada no chão do meu quarto tendo uma crise, abri os Stories e pedi para as pessoas pararem: 'Parem! Eu não aguento mais!'", contou a gaúcha de 22 anos. "Em um primeiro momento, fui afastada das redes sociais mesmo, porque estava em crise. E agora excluí todas elas do meu celular. A minha equipe é que fica olhando e me mandando várias mensagens carinhosas", explicou a cantora.
Em pausa na carreira artística, Luísa afirmou que utilizará o tempo disponível para cuidar de sua saúde mental. "Preciso me cuidar para também tranquilizar a minha família. E tenho que pensar na minha equipe e na família do Victor", contou ela, que namora o também cantor Vitão. "Sandra, a minha sogra, de um ano pra cá, viu o filho tendo o trabalho e o sonho prejudicados por nada. Isso ultrapassa qualquer coisa que eu já tenha visto", confessou.
Publicidade
Após ameaças e ofensas na rua, o casal chegou a viajar para o México "por segurança", como afirmou a assessoria da artista. "Não quero ser atacada na rua, não quero ver meu caráter sendo reduzido a nada, não quero que minha família sofra diariamente, não quero que meu namorado sofra sem ter culpa nenhuma, não quero que meu ex-marido sofra com isso também", lamentou a cantora durante a entrevista.