Teatro: Peça é encenada no cinema

'O Censor' discute o papel da censura e os limites da arte no Estação Net Botafogo

Por Gabriel Sobreira

Peça 'O Censor', peça-filme em cartaz em uma das salas de cinema do Estação Net Botafogo
Peça 'O Censor', peça-filme em cartaz em uma das salas de cinema do Estação Net Botafogo -

Rio - Plateia/espectadores, atores dividindo a cena com curta-metragens projetados na tela branca ao fundo. Essa é a proposta de 'O Censor', peça-filme, que estreia hoje, em uma das salas de cinema do Estação Net Botafogo.

Na história, atores estão na "cabine" de cinema usada pelo censor para avaliar filmes. Partindo da peça do autor britânico Anthony Neilson, a obra discute o papel da censura, a afirmação da sexualidade feminina e debate os limites da arte e da pornografia.

"É como fez a Cia Os Dezequilibrados em 'VIDA-o filme', que produzi dentro do saguão de um cinema em 2002. A experiência me inspirou agora a ir além, e realizar a peça desta vez dentro do cinema, com atores contracenando com a tela", diz o cineasta Cavi Borges, que assina a direção ao lado de Patricia Niedermeier e Alexandre Varella.

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO. Rua Voluntários da Pátria 88, Botafogo. Sex e sáb, às 20h, e dom, às 18h e às 20h. R$ 40. 75 min. 18 anos. Estreia hoje. Até 18 de maio.

 

Confira outras estreias e peças em cartaz na cidade:

ALCIONE EM ESPETÁCULO

Madrinha do espetáculo 'Pão com Ovo', Alcione se apresentará pela terceira vez na produção. A Marrom vai cantar alguns de seus sucessos e brincar com os atores Cesar Boaes e Adeilson Santos, protagonistas do espetáculo e maranhenses como ela. A peça retrata de maneira divertida o reencontro de duas amigas de infância. Uma mora na periferia com o marido e a outra é uma emergente.

TEATRO DOS GRANDES ATORES. Shopping Barra Square. Av. das Américas 3555, Barra da Tijuca. Sex e sáb, às 21h, dom, às 19h. R$ 60. 80 min. 12 anos. Até 28 de abril.

 

UMA VIRGEM DEPOIS DOS 40

Em 'Moça Velha Não Faz Milagre', Santa Alfabeta (Crazú) é uma professora suburbana que retrata de maneira descontraída o dilema da virgindade após os 40 anos. A mulher traz à tona seus encontros com o passado e anseios para o futuro. Apesar de estar sozinha em cena, Santa vivencia outros personagens e convida a plateia para desafios no palco. Texto e direção de Sidnei Oliveira.

TEATRO CÂNDIDO MENDES. Rua Joana Angélica 63, Ipanema. Ter, às 20h. R$ 50. 60 min. 14 anos. Até 30 de abril.

Comentários