Por leandro.eiro

Rio - Antes mesmo de começar, a nova novela das nove da Globo, "Amor à Vida", já enfrenta problemas com o público nas redes sociais. O grupo "Marcos (sic) Feliciano Me Representa Sim" criou uma campanha no Facebook contra a trama, atacando os núcleos gays.

Campanha no Facebook ataca a novela 'Amor à Vida'Reprodução Internet


O slogan da campanha é: "Diga Não a Essa Novela que Prega Sodomia, Pessoas Adúlteras, Afeminadas e Fornicadores. Juntos somos mais forte (sic)".

A novela de Walcyr Carrasco mostra a nova família brasileira, composta por um casal homossexual que sonha em ter um filho. Para tornar realidade, eles contratam uma barriga de aluguel.

O casal gay é vivido pelos atores Marcello Antony e Thiago Fragoso. Além deles, o antagonista interpretado por Mateus Solano é um gay enrustido, casado com uma mulher, que vive um romance com o personagem de Lucas Malvacini.

A novela anterior, "Salve Jorge", enfrentou problema semelhante. Grupos evangélicos criticaram o tema, São Jorge, que faria homenagem ao orixá Ogum. Em contrapartida, os devotos do santo negavam as observações apontadas pela campanha.

Você pode gostar