Finalistas falam sobre expectativa para o resultado da 'Dança dos Famosos'

Bruna Marquezine, Tiago Abravanel e Carol Castro se apresentam pela última vez neste domingo

Por tabata.uchoa

Bruna Marquezine mostra elasticidade%2C conduzida por Átila Amaral%2C no samba de gafieira Alessandro Costa / Agência O Dia

Rio - Entre os milhares de telespectadores, hoje, a final do ‘Dança dos Famosos’, do ‘Domingão do Faustão’, na Globo, terá dois ilustres na torcida: Silvio Santos e Neymar. O dono do SBT estará de dedos cruzados pelo neto Tiago Abravanel e o craque do Barcelona pela namorada, Bruna Marquezine. “Ele sempre assiste. Às vezes, não dá para acompanhar ao vivo por causa de algum jogo, mas logo que vai para a internet ele vê, manda foto, comenta. Ele sempre gostou e falou bem de todos os ritmos”, conta a atriz.

Mesmo em se tratando da emissora concorrente, Silvio deixa o lado família falar mais alto. “Ele acompanha, sim, mas faz tempo que eu não falo com o meu avô. Falei depois da segunda ou terceira semana em que eu dancei, o quadro já estava há quase um mês no ar. Ele disse que ficou muito surpreso e que eu era um forte concorrente para chegar à final. Se Deus quiser, ele vai estar torcendo em casa”, acredita Tiago. O faro do avô, ícone da TV brasileira, não falha: mais uma vez, ele acertou na previsão. Tiago, que entrou com 126 quilos na competição, eliminou uns cinco quilos e nove concorrentes. “Gordo ainda, mas cheguei lá”, vibra o ator.

Carol Castro, outra grande finalista, também terá um apoio importante, do noivo, Raphael Sander. “Ele fica ansioso, mas me dá a maior força, me acalma e cuida de mim”, suspira. Foram quase quatro meses de disputa, dez horas de ensaios semanais, tombos, hematomas, suor e lágrimas. Para ganhar a competição e faturar um carro zerinho, avaliado em R$ 100 mil, Bruna, Tiago e Carol, com seus parceiros Átila Amaral, Ana Paula Guedes e Leandro Azevedo, vão apresentar o tango e o samba de gafieira para dez jurados.

A ‘JÁ É! Domingo’ acompanhou um dos últimos ensaios do trio, no Projac. A tensão, o foco e o humor ditaram o ritmo cardíaco dos três. “Depois de muitos momentos em que eu duvidei da minha própria capacidade, percebi que, para dançar, a gente tem que se entregar, e eu fiz de corpo e alma. Não pensei em desistir, mas foi cansativo. Chorei muitas vezes, de emoção principalmente, porque foi a realização de um sonho. Eu queria ser bailarino quando criança. E, hoje, poder participar de um quadro onde o Brasil todo me vê dançando, ter o carinho do público e o reconhecimento dos jurados me permite dizer: ‘Yes, eu consegui!’”, comemora Tiago.

Mesmo resfriada e com otite (inflamação do ouvido), Bruna está pronta e desencanada. “Não me preocupo com votação. Claro que ninguém entra numa disputa para perder, mas eu não sou competitiva. Detesto competição. Por isso, fiquei tão feliz com esse grupo. Ninguém tentou passar por cima do outro. Minha intenção sempre foi me superar”, avalia. Mas nem tudo foram flores: “Tiveram momentos tensos, levei um tombo e machuquei meu pé, fora do quadro, na semana da salsa. Tive que driblar a dor, ensaiava toda enfaixada. Teve uma hora em que bateu um desespero, mas em nenhum momento eu fiz mais ou menos, ou por me sentir segura, ou por não estar ligando. Eu dei o meu melhor, sempre”, lembra a atriz.

Carol precisou rebolar para conciliar os ensaios com as gravações de ‘Amor à Vida’, mas sai realizada. “Me dediquei muito, arrumei energia sei lá da onde para conseguir dar conta de tudo e estou indo com a fé e a coragem. No ‘Dança’, realizei um monte de sonhos. Foi um turbilhão de emoções.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia