Lorena Comparato não viveria com o marido e a ex, como a Abigail de ‘Pé na Cova’

‘Morar com ex é meio puxado’, brinca a atriz que fez sua estreia na TV no seriado de Miguel Falabella

Por daniela.lima

Rio - Só faltava Ruço (Miguel Falabella) descobrir o que o Irajá inteiro já sabia: sua mulher, Abigail, vivida por Lorena Comparato, está apaixonada pelo mecânico Clécio (Magno Bandarz), em ‘Pé na Cova’. No episódio de hoje, a revelação provoca um racha no casamento, e a jovem se vê obrigada pelo marido a dormir no quarto do bebê. 

Lorena Comparato não toparia viver junto com o marido e a ex%2C como a Abigail de ‘Pé na Cova’Divulgação

“Clécio mexe com a Abigail. Eles são jovens, têm uma cumplicidade grande, vieram do mesmo lugar. São órfãos e viveram muito tempo em orfanato”, justifica a atriz.

Em seu primeiro papel na TV, Lorena Comparato, que é filha do roteirista Doc Comparato e irmã da também atriz Bianca Comparato, apostou no seriado da Globo e festeja sua aceitação, mas sabia que abordar temas como morte e homossexualidade — o casal Odete Roitman (Luma Costa) e Tamanco (Mart’nália) — seria delicado. “Tinha medo que não cativasse o público, mas tinha grande esperança no projeto”, confessa ela. “Para mim, a questão do casal homossexual é muito natural.”

Falar de morte nunca foi bicho de sete cabeças para a atriz. Mas, desde que passou a interpretar Abigail, ela encara o assunto com ainda mais naturalidade. “Me acostumei com caixão, flores... Nada me assusta. Nunca tive medo de cemitério. Quando me falaram para fazer pesquisa no de Irajá, fui na hora! Ir a cemitério não é o tipo de passeio que eu faria, mas, como é o ambiente da personagem, entrei de cabeça”, diz Lorena. “As mortes que mexem comigo são as abruptas, trágicas, como por acidente de carro ou uma doença horrorosa.”

A atriz, de 23 anos, acha que Abigail se faz de desentendida com o marido, que a trata como uma mulher tonta. “Não é burrice, é ignorância, inclusive no casamento. Ela prefere ignorar as informações do que ver realmente quem é aquele homem. Porque ele lhe deu uma família, o que ela sempre quis”, analisa.

Mais bizarra é a situação que Abigail consentiu: morar na mesma casa com Darlene (Marilia Pêra), a maquiadora de defunto e ex-mulher de Ruço. Lorena deixa claro que não conseguiria compartilhar o mesmo teto com a ex de um namorado ou marido: “Acho que ficar na mesma casa é difícil. Aceito lidar com ex, é comigo mesmo! Mas morar junto é meio puxado.”

Solteira, ela revela o desejo de ter filhos como a personagem, mas o projeto de ser mãe deve esperar mais sete anos. Pelo menos. “Quero ter filhos com uns 30 anos. Se vier mais tarde, veio. Acho que tenho que ganhar maturidade, correr atrás dos meus projetos, porque concilio TV com teatro. Quando tiver um filho, quero me doar por inteiro, depois de ter feito coisas que planejava. É o que a Abigail não pôde fazer”, conta.

O figurino curto e justo de Abigail não incomoda a atriz: “Ela tem sensualidade, mas usa o que acha bonito e é moda no Irajá, onde é muito quente. Normal decote e shortinho.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia