‘SuperStar’ alcança bom ibope com Fernanda Lima de vestido e Malta campeã

Reality da Globo, teve sua melhor audiência na final, domingo, com 13 pontos de média, ao sagrar a favorita Malta como a campeã, com 74% dos votos

Por daniela.lima

Rio - O ‘SuperStar’, da Globo, teve sua melhor audiência na final, domingo, com 13 pontos de média, ao sagrar a favorita Malta como a campeã do reality musical, com 74% dos votos. Isso, depois de amargar quatro derrotas no ibope para o ‘Programa Silvio Santos’, do SBT. 

A banda Malta vence o reality e já planeja turnê pelo Sul do BrasilFelipe Assumpção/ Ag.News


Antes de dar o ‘start’ para a grande decisão, Fernanda Lima fez piada no palco com seu microvestido, assinado por Samuel Cirnansck, e avaliado em R$ 10,5 mil. “Está tão curto para dar um ibope bem alto”. Funcionou.

Nos bastidores, ela amenizou a briga acirrada pelos pontos e não se deixou intimidar pelas críticas. “Acho que foi ótimo. É intriga da oposição ficar ‘xoxando’ nossa audiência. Não se esqueça que a gente estava no ar junto com o Silvio Santos, que é um veterano da TV. A gente entrou num horário que a Globo não tinha nenhum programa especial. Na minha humilde opinião, acho que fomos supervitoriosos”, avalia. Para a apresentadora, um formato inédito demora mesmo a atingir o público. “Tem os ajustes do ao vivo, que são naturais e não sei por que causaram tanto espanto. O legal é ver o programa acontecendo, se solidificando. Os críticos estão aí para criticar. Eu estou aqui para apresentar e para dar o meu melhor”, justifica.

Parceiro de Fernanda no palco, André Marques não nega os problemas com os números. E sentiu uma melhora na atração só a partir da terceira semana. “O programa começou duvidoso ao público, à imprensa, e, de repente, não foi uma melhora gradativa, deu uma decolada. Demora um pouco para as pessoas criarem uma identidade com as bandas, um vínculo. É normal essa desconfiança, as comparações com o ‘The Voice’ foram inevitáveis, mas a grande estrela foi a música”, defende.
Sobre os erros cometidos durante a apresentação, ele suaviza:

“O barato do ao vivo é se sacanear, quem está em casa ri do erro e todo mundo erra, né?”. Fernanda concorda: “Ao vivo tem essas surpresas. Foi dando uns brancos... Chamei a Jamz de Malta, Ivete (Sangalo) fez uma homenagem ao Neymar no meio de um texto importante que eu tinha que falar, enfim... Quando vejo TV, eu gosto dessas coisas, gosto de rir com os erros. Acho legal porque fica real.”

A Jamz abriu a noite com ‘Wake me Up’ e faturou 61% dos votos. A Suricato não agradou tanto com a versão de ‘Born to be Wild’ e foi eliminada com 51%. Luan e Forró Estilizado fez um pot-pourri de ‘Súplica Cearense’/ ‘A Vida do Viajante’/ ‘Riacho do Navio’, mas os 56% não foram suficientes para classificar o grupo. A Malta arriscou com a autoral ‘Entre nós Dois’ e marcou 70%. Ivete não chorou dessa vez. Ela, Dinho Ouro Preto e Fábio Jr. se livraram da pressão de votar. Para dar um ‘respiro’ e aliviar a tensão, os três cantaram ‘É Preciso Saber Viver’. Antes de disputar o prêmio, os dois finalistas fizeram mais duas apresentações, sem contar pontos. No ‘valendo’, a Jamz apostou na autoral ‘Completa’ e chegou aos 47%. Mas não teve para ninguém. A Malta ganhou de lavada com ‘Supernova’, e faturou um carro zero quilômetro para cada um, R$ 500 mil e um contrato com a gravadora Som Livre.

“Estou tentando entender essa loucura. O ‘SuperStar’ é um furacão. Falo para a galera que parece que a gente está há três anos (no programa) de tanta coisa que a gente viveu. É tanta emoção, é uma intensidade, são sonhos envolvidos, pessoas que vivem disso, amam e esperaram por esse momento. A gente não tinha dinheiro, empresário, nem padrinhos poderosos para fazer acontecer. Eram 850 amigos no Facebook. Do nada, a banda aparece com 800 mil seguidores. Agora o negócio deslanchou”, vibra Bruno, que em agosto sai com os companheiros, pelo Sul, na primeira turnê do grupo.

A segunda temporada do ‘SuperStar’ está confirmada com a mesma equipe, e já estão abertas as inscrições. “Volto em 2015. Com essa galera é sucesso”, anuncia Ivete.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia