Arrancado à força, Oscar Filho diz ter sido impedido de gravar matéria do 'CQC'

No Twitter, repórter do programa da Band reclamou que seguranças o retiraram da Prefeitura de Campo Limpo

Por karilayn.areias

Rio - Oscar Filho usou o Twitter na manhã desta sexta-feira para contar os bastidores de uma matéria para o "CQC", da Band. "Segurança da Prefeitura de Campo Limpo Paulista impendindo à força de realizar meu trabalho... Dois seguranças me arrancaram de dentro. Tudo porque existe supeita de corrupção na gestão do prefeito, José Roberto de Assis. Tá com medo do quê, prefeito? País de merda. O prefeito marcou e desmarcou entrevista com o 'CQC'. E foge com o rabinho entre as pernas', lamentou Oscar.

"É um absurdo que uma equipe de jornalismo seja tratada dessa forma. Tenha que se defender pra poder trabalhar", continuou o repórter. Procurada pelo iG, o representante do prefeito de Campo Limpo Paulista negou que tenha havido algum problema com a equipe da Band. "Eles estão aqui, mas o prefeito está fora. Acho que o objetivo do programa é causar", alegou Rogério.

Essa não é a primeira vez que ele se envolve em confusão no trabalho. Recentemente, Oscar, que apresenta o quadro "Proteste Já", alegou ter sido agredido.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia