Globo 50 anos: Um bate-bola entre Léo Batista e Alex Escobar

Craques do esporte da emissora falam da paixão que os une e da cobertura das Olimpíadas

Por roberta.campos

Rio - Eles possuem estilos opostos e pertencem a gerações distintas da televisão. Mas compartilham a mesma paixão: o esporte. Nos 50 anos da Globo, o veterano Léo Batista, de 82, e o irreverente Alex Escobar, 40, também têm motivos para comemorar.

Mais antigo apresentador da emissora em atividade, Léo trabalha há 45 anos na TV da família Marinho, onde é um dos pioneiros do ‘Globo Esporte’, um dos programas mais longevos do canal e atualmente comandado por Escobar. Os dois já fazem planos para a cobertura das Olimpíadas no Rio em 2016.

“Não senti muito o tempo passar. Fico um pouco tímido, envergonhado. Não ligo muito para isso, mas fico feliz com esse reconhecimento”, diz Léo, que não teve sua participação divulgada nos especiais da emissora.

Alex Escobar e Léo no especial comemorativo dos 35 anos do ‘Globo Esporte’ em 2013Divulgação

O veterano apresentador, nascido em Cordeirópolis, interior de São Paulo, já fez de tudo na Globo, onde ingressou em 1970. Foi o primeiro a assumir o comando do ‘Jornal Hoje’ e do ‘Esporte Espetacular’, apresentou as edições de sábado do ‘Jornal Nacional’ por muitos anos e narrou os ‘Gols do Fantástico’. No ‘Globo Esporte’, tem cadeira cativa. O próprio Léo não imaginava que ficaria no ar por tanto tempo.

“Naquela época, não tinha divisão de esporte. Sempre fui extremamente profissional e dedicado.Tenho 68 anos de carreira, 54 dedicados ao Grupo Globo, começando pela rádio Globo”, conta ele, que passou pelas TVs Rio e Excelsior.

Atualmente, a rotina de trabalho de Léo Batista é menos pesada e cansativa: “Vou toda quarta-feira à tarde e fico até de madrugada, além de todos os domingos. Gravo a rodada dos gols para o ‘Corujão do Esporte’ e a dos gols de domingo também”, esclarece.

A história de Escobar na Globo é mais recente. Vindo do canal a cabo Sportv, onde era comentarista de futebol, chegou à emissora em 2008 como apresentador do bloco de esportes no ‘Bom Dia Brasil’. De lá para cá, seu jeito espontâneo e descontraído conquistou o público, levando-o à titularidade do ‘Globo Esporte’ há cinco anos. Em 2014, estreou como locutor e narrou jogos da Copa do Mundo no Brasil.

“Estar onde estou significa chegar mais longe do que sonhei. É um orgulho, uma honra estar à frente de um programa tão tradicional na grade e que já foi apresentado por tanta gente que fez e faz história aqui”, festeja o carioca de Bangu, que brinca ao analisar sua trajetória: “Caramba, o que vou dizer... Tá dando certo!”

À frente do programa diário, Escobar encara o desafio de se renovar constantemente, criar quadros, como o bem-sucedido ‘Cafezinho com Escobar’. Tudo para manter o interesse dos fãs do esporte.
“Temos uma equipe muito capacitada e talentosa e estamos entrosados. Quanto ao frescor, é fácil! Todos os dias temos novidades para contar, um dia nunca é igual ao outro”, afirma.

Como espectador e ex-apresentador, Léo enche a bola do colega. “O Escobar é brilhante por ser eclético.Agora começou a narrar, tem aquele quadro do cafezinho e ainda apresenta o programa. Gosto muito dele mesmo, e ele faz aquela brincadeira no ar comigo do tapete vermelho. Eu adoro. É legal e divertido. É gratificante o carinho dele comigo”, diz o veterano.

Escobar devolve o afago do mestre e pergunta:“Como consegue ser tão bom por tanto tempo?” E Léo emenda: “Sou bastante distraído. Ligo o piloto automático e vou em frente. A idade não ajuda, falta memória, visão. Procuro ser bastante profissional, cumprindo meus compromissos. Gostar do que faz é o primeiro passo a fazer bem feito dentro da sua capacidade.”


Cobertura olímpica


Ano que vem, Escobar vai participar de sua primeira cobertura de Jogos Olímpicos no local das competições. “Estou animado demais! E me preparando muito”, garante ele, que não se limita apenas à paixão pelo futebol. “Gosto muito de basquete. Tem muita luta, disputa por espaço, habilidade e precisão. É um esporte lindo e emocionante.”

Acompanhar a Olimpíada no Rio também empolga Léo Batista. “Qualquer esporte pra mim é fantástico, mas tenho adoração pelos coletivos, e a natação também me encanta”, declara.
Apesar de já ter feito de tudo na Globo, ele revela um desejo: “Gostaria de voltar a sentar, por um dia, na bancada do ‘Jornal Hoje’ ou ‘Jornal Nacional’ para apresentar ou até dar uma notícia de esporte”. Léo só não quer saber de aposentadoria: “Gosto do que faço e quero continuar.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia