Oscar Filho zoa cariocas em espetáculo

Humorista faz última apresentação da peça 'Putz... Grill' amanhã, no Teatro Clara Nunes. 'Não detono o Rio não, pelo contrário. É só uma brincadeira', diz ele

Por bianca.lobianco

Oscar Filho comemora o sucesso de oito anos em cartaz com espetáculoOtávio Rotundo

Rio - Os números de Oscar Filho impressionam. O ator e humorista já levou mais de um milhão de espectadores ao teatro para assistir ao espetáculo ‘Putz...Grill’, que já passou por 115 cidades e tem sua última apresentação no Rio amanhã, no Teatro Clara Nunes, às 21h30. No stand-up, que está há oito anos em cartaz, o ex-integrante do ‘CQC’ aposta na máxima ‘em time que está ganhando não se mexe’. “A minha meta é praticamente não mudar o show, assim quem foi assistir no passado tem a oportunidade de ver de novo, de rir mais uma vez com as minhas histórias”, diz.

Passagens da vida do comediante que poderiam ser traumatizantes viraram piada. “Conto experiências que tive com algumas ex-namoradas, como, por exemplo, uma que tinha bafo. Era terrível. Tenho certeza que o dente de leite dela não caiu, azedou”, brinca.

O que azedou também foi uma relação de Oscar após um flagrante. “Uma vez, encontrei uma namorada na cama com outra mulher. Eu saí andando, mas devia ter entrado no meio delas. Hoje, faria diferente, com certeza”, frisa.

Além de contar os casos inusitados da sua vida, o humorista paulista não resistiu e preparou uma piada especialmente para o público carioca. “Falo que nas Olimpíadas, quando for disparado o tiro que antecede a prova de atletismo, os atletas podem fazer confusão e pensar que pode ser uma bala perdida. Mas eu não detono o Rio não, pelo contrário. É só uma brincadeira e o carioca está levando essa piada numa boa”, comemora.

E olha que o público do Rio, segundo Oscar, é exigente. “Já fiz o ‘Putz...Grill’ em muitas cidades, mas sinto que aqui o público é mais frenético, exige que a gente não deixe a peteca cair um segundo. No Rio, o espetáculo tem que crescer o tempo todo. É um desafio a cada apresentação. Manter a palavra por mais de uma hora sem ficar chato ou cansativo não é fácil”, comenta.

Depois de ter atuado na série ‘Aí Eu Vi Vantagem’, do Multishow, e no filme ‘Carrossel’, Oscar está focado no teatro. “No momento, estou fazendo dois espetáculos, o ‘Putz...Gril’ e o ‘Caros Ouvintes’. Pena que a crise afetou o teatro. O público está assustado, mas rir é uma maneira de amenizar. O povo precisa de entretenimento. Não dá para pensar só no que é ruim.” 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia