Ana Furtado fala sobre câncer na TV: 'No início, me assustou muito, mas agora encaro'

Apresentadora participou do Encontro com Fátima Bernardes e viveu momentos emocionantes no palco

Por O Dia

Ana Furtado fala sobre efeitos da quimioterapia
Ana Furtado fala sobre efeitos da quimioterapia -

Rio - A apresentadora Ana Furtado participou, nesta segunda-feira, do programa Encontro com Fátima Bernardes. Muito emocionada, ela falou pela primeira vez na televisão sobre a descoberta e o tratamento contra o câncer de mama recém descoberto.

A produção do programa juntou mulheres de todo o Brasil que já venceram a doença para compartilhar suas histórias e conquistas com a apresentadora. Em um momento emocionante, com muitas lágrimas e carinho, elas compartilharam como seguiram a vida com coragem para enfrentar a doença e como foi lidaram com o tratamento, que causa, por exemplo, a queda de cabelo.

Muitas aprenderam a amar a careca, viram nos lenços um estilo a mais, uma beleza, uma vaidade. Ana ainda falou que a queda do cabelo representava uma iniciação e que, naquele momento, é o menor dos problemas. “Cabelo cresce, e cresce rápido”, disse a apresentadora, que ainda esclareceu que o tratamento capilar que ela fez recentemente não impede a queda dos fios, só reduz os efeitos da quimioterapia. “Já perdi de 20 a 30% do meu cabelo. No início, me assustou muito, mas agora encaro. Faz parte", declarou.

No palco, ela justificou a decisão de compartilhar o momento com os seguidores: "Quando resolvi falar sobre meu câncer, foi uma decisão muito corajosa e muito certa do meu objetivo. A primeira coisa que você pensa é a morte, a insegurança, a culpa... São tantas coisas dificeis", afirmou. "Sempre fui verdadeira. Queria ajudar outras mulheres e apoiar livremente todas as mulheres que estão passando pelo o que eu estou passando. A onda de carinho me encorajou ainda mais", completou ela.

Ana Furtado também disse que teve a sorte de ter apoio próximo, mas isso não a impediu de se sentir sozinha. "Tive muito apoio da minha família em todos os momentos. Naquele momento eu não estava sozinha. Meu marido espetacular, minha filha, meus pais, meus irmãos, sobrinho. A gente se fechou num círculo de muito amor e muito apoio. Mas ao mesmo tempo, com todo esse carinho, eu me sentia sozinha".

Últimas de Televisão