Mais Lidas

Maisa Silva, uma menina superpoderosa

A apresentadora, que começou na TV aos 3 anos, é a primeira adolescente a ter seu próprio talk show no Brasil. Programa estreia neste sábado no SBT. "Estou poderosíssima", diz ela

Por BÁRBARA SARYNE

Maisa Silva estreia talk show no SBT
Maisa Silva estreia talk show no SBT -

São Paulo - Quem já imaginou ter um programa de entrevistas aos 16 anos? Essa é a pergunta que Maisa Silva faz antes de falar sobre o seu talk show, que estreia no SBT na tarde deste sábado. A pupila de Silvio Santos iniciou sua carreira na TV com três anos de idade, mas nunca pensou que teria uma oportunidade tão grande como a que recebeu do patrão este ano.

"A minha vida é uma caixinha de surpresas. Estou tirando os laços e descobrindo tudo", diz ela, que se sente poderosíssima ao ver que já é dona de um programa com o seu nome. Por conta disso, inclusive, levou tudo muito a sério e participou de todo o processo de criação do trabalho. "Tem que ter a minha cara, não tem outro jeito", afirma.

Rápida e espontânea, Maisa não se inspira em outros apresentadores do formato, mas faz citações carinhosas a Hebe, que morreu em 2012. Ela admite que pensa em fazer algo totalmente diferente do que já está no ar. Justamente por isso, as comparações com Tatá Werneck, que comanda o "Lady Night", prefere abstrair.

"Não tem nada a ver. Não somos parecidas. Amo a Tatá de paixão, mas ela é humorista e eu sou atriz, diz a adolescente, que ressalta os diferentes públicos das emissoras e a diferença de idade entre ela e a humorista, pois Tatá tem 35 anos. "Ela pode falar coisas picantes e eu não vou fazer isso aqui (no SBT) até porque não é a minha pegada", completa.

Maisa Silva estreia talk show no SBT - Foto: Gabriel Cardoso

Com o objetivo de trazer conversas leves, como se estivesse no sofá da própria casa, Maisa conta que também não tem a intenção de constranger seus convidados com perguntas polêmicas. Para ela, o espaço tem de ser aproveitado com diversão e da maneira que ela gosta de ser tratada por outros entrevistadores.

Esse pensamento também significa, segundo a jovem, que não faz sentido restringir a ida de determinados perfis, pois a ideia é apresentar um conteúdo para todas as famílias. "As famílias estão mudando e mostrando que onde há amor há família. Quero que pessoas com opiniões diferentes venham aqui. Às vezes, quem está assistindo tem certo preconceito e pode olhar de uma forma diferente vendo um programa divertido e com um papo legal", defende a artista.

Os primeiros convidados do programa serão Fernanda Souza, com quem ela se identifica muito pelo humor e por ter começado a carreira em uma novela infantil, e Matheus Ceará, que faz parte do elenco de "A Praça é Nossa" desde 2012. A apresentadora também adianta que já gravou com Gretchen, Carlinhos Maia e o colunista Leo Dias, do DIA. "Os roteiros são muito bem feitos e eu só mudo algumas coisinhas porque, às vezes, acho um caminho mais curto para falar determinado texto ou acabo dando uma viajada. Mas fica legal", confessa.

O programa terá esquetes e quadros especiais, como o "Banho da Sabedoria", em que a jovem aproveitará seu raciocínio rápido para responder aos comentários negativos da internet, e o "SubMaisa", em que usará arquivos do SBT para mostrar curiosidades da vida dos convidados. Quem sempre estará lá para ajudar nas brincadeiras será o humorista Oscar Filho, que se transformará em um unicórnio "nada fofinho", como a dupla prefere definir.

Maisa Silva estreia talk show no SBT - Foto: Gabriel Cardoso

Maisa não esconde que está contando as horas para a estreia do talk show e deixa claro o quanto é grata aos pais por terem ouvido seus pedidos, ainda muito pequena, para conhecer o Raul Gil, apresentador que a revelou para o país. Segundo ela, é triste quando as pessoas relacionam o fato de ter começado cedo com o dinheiro ou perguntam se ela não teve infância por causa do trabalho. Na brincadeira, a artista conta que muitos já disseram que a imagina drogada e traumatizada no futuro, mas ela insiste que não tem nada mais legal do que fazer o que se gosta.

"Meus pais não me colocaram para trabalhar. Entrei na televisão porque quis. Assim como várias crianças têm o sonho de serem médicas, professoras, via o Raul Gil com os meus avós e queria estar lá", afirma, garantindo nunca ter sido "explorada" por seus familiares.

"Era tudo lúdico e nunca foi mencionado sucesso, fama, remuneração. Era só um dia que tirava para brincar com meus ídolos. As pessoas não me conheciam na rua ainda e os meus pais sempre falavam que isso não seria para sempre. Eles sempre trabalharam esse sentimento dentro de mim", reconhece, sem conter as lágrimas.

Para a artista, um empresário visaria o lucro e jamais perguntaria se ela gostaria de cancelar um evento em dia que estivesse com cólica ou enxaqueca, mas ser empresariada pelos próprios pais é saber que eles vão querer sempre o seu melhor. "Hoje, tenho um programa e sei que amanhã posso não ter mais", diz ela, que procura valorizar cada minuto de uma carreira que ainda tem muito para avançar.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Maisa Silva estreia talk show no SBT Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva ficou surpresa ao ver cena do quadro 'Banheira do Gugu' fotos Gabriel Cardoso/divulgação
Maisa Silva estreia talk show no SBT Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva no lançamento do talk show. Acima, com o humorista Oscar Filho, que participa do programa Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva estreia talk show no SBT Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva estreia talk show no SBT Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva estreia talk show no SBT Foto: Gabriel Cardoso
Maisa Silva estreia talk show no SBT Foto: Gabriel Cardoso

Comentários