Tv Cultura: Papo de Mãe fala sobre racismo e maternidade

Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem a socióloga Najara Costa e Rafaela Nunes, que foi mãe aos 16 anos e sofreu violência obstétrica

Por O Dia

Mariana Kotscho e Roberta Manreza
Mariana Kotscho e Roberta Manreza -
Rio - No Papo de Mãe desta quinta-feira (26), a conversa é sobre racismo e maternidade. Para falar sobre o tema, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem a socióloga Najara Costa e Rafaela Nunes, que foi mãe aos 16 anos e sofreu violência obstétrica. Vai ao ar às 18h45, na TV Cultura.

Na edição, Rafaela conta sobre a dificuldade de identificar que havia sito violentada: "Foi uma série de intervenções de rotina, que não tinham necessidade, sem um aviso prévio... E depois vêm os sofrimentos". Enquanto isso, Najara explica porque mulheres negras são as maiores vítimas de violência obstétrica: "A gente pode relacionar à questão de raça e classe. (...) O atendimento no SUS tende a ser mais precarizado e as pequisas têm mostrado racismo institucionalizado".

O programa ainda conta com a participação de Ligia Rodrigues, ginecologista, que fala de algumas dificuldades que enfrentou em sua carreira profissional. Por fim, a participação da TV Aperipê de Aracaju em uma reportagem sobre o tema.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários