Repórter da Globo sofre racismo ao vivo e rebate: 'Não somos otários'

Na ocasião, o jornalista Manoel Soares foi comparado a um assaltante por um internauta por estar de máscara: 'Esse preto de máscara. Assalto?'

Por IG - Gente

Repórter Manoel Soares, da TV Globo
Repórter Manoel Soares, da TV Globo -

Neste sábado, o repórter Manoel Soares, da Globo, comentou respondeu o ato de racismo que sofreu no programa "É de Casa" exibido na semana passada. Na ocasião, o jornalista foi comparado a um assaltante por um internauta por estar de máscara: "Esse preto de máscara. Assalto?", dizia.

Apesar da situação ao vivo, o repórter da Globo admitiu que já sofreu preconceito inúmeras vezes. "Eu vi essa situação. Já passei por 'n' vezes por esse tipo de situação, é desconfortável. Eu confesso que fico pensando o que passa na cabeça da pessoa que faz uma coisa dessa? Eu não entendi. Assaltante por quê? Quais são as características que me apresentam como assaltante só pelo fato de estar usando uma máscara?", contou.

Soares disse ainda que a Globo já acionou as autoridades na Justiça contra o internauta e que ele "não é otário". "Porém, por mais que sejamos altruístas, não somos otários. Precisamos saber quais medidas podem ser tomadas", finalizou.

Comentários