Cauan fala sobre o coronavírus em entrevista ao 'Fantástico' - Reprodução
Cauan fala sobre o coronavírus em entrevista ao 'Fantástico'Reprodução
Por O Dia
Rio - O cantor Cauan, de 38 anos, que faz dupla com Cleber, falou sobre sua internação por conta do novo coronavírus em entrevista ao "Fantástico". O sertanejo admitiu que menosprezou a doença e que cometeu erros desde o início da pandemia, em março deste ano. 
Um vídeo em que Cauan ironiza a covid-19 circulou nas redes sociais durante o período em que ele esteve internado. "Eu me arrependo, aquilo foi uma infelicidade muito grande. Eu cometi vários erros nessa pandemia, é uma ignorância pela qual eu paguei caro", disse. 
Publicidade
"Quero pedir desculpa e me retratar. Me retratar pedindo para que as pessoas deem a importância que a doença merece, a importância que a Covid merece. Queria sair dali pra ajudar as pessoas, sair dali pra corrigir os meus erros, sair dali pra evoluir como ser humano", completou.
Ele também disse que nunca pensou que fosse morrer. "Eu nunca pensei que iria morrer, sempre acreditei que seria curado. Mas eu tive dois surtos muito fortes, que naquele momento eu preferia morrer do que sentir o que eu estava sentindo. Não sei explicar o que estava sentindo, era uma crise de pânico junto com falta de ar, talvez", relatou. 
Publicidade
Cauan deixou o hospital Anis Rassi, em Goiânia, na última quarta. Ele ficou 14 dias internado, sendo nove na UTI. Os pais de Cauan também pegaram a doença e estão sendo tratados no mesmo hospital. O pai do cantor está na UTI em estado grave. A mãe está em um quarto e seu estado é estável.
"Fiquei cinco meses sem ver os meus pais, eles estavam isolados. No Dia dos Pais, eu estive com eles. Você exagera um pouquinho ali na emoção. Num vacilo eu peguei, num vacilo eu transmiti pro meu pai. A minha mãe foi contaminada depois, pelo meu pai", revelou. "Meu pai tem muitas comorbidades e isso me preocupou muito, mas me fortaleceu na fé. Espero poder encontrar minha família, estar com a minha família", disse.