Cuidados para ter boas noites de sono

Quem dorme mal tem suas atividades diárias afetadas; é preciso ficar atento na hora de comprar travesseiros e colchões

Por RODRIGO TEIXEIRA

No sono: travesseiros devem ser comprados pela própria pessoa que vai utilizá-los, e eles têm vida útil
No sono: travesseiros devem ser comprados pela própria pessoa que vai utilizá-los, e eles têm vida útil -

Rio - Atualmente, a correria do dia a dia faz com que todo mundo durma menos. Segundo os estudiosos do sono Bonnet e Arand, "a sociedade moderna é cronicamente privada de sono". Dormir mal traz malefícios à saúde como sonolência durante o dia, queda na produtividade, mau humor, ganho de peso, irritabilidade, cansaço e fadiga crônica. Um ciclo vicioso que pode ser tratado com hipnose.

"A noite de sono precisa ser reparadora. Uma boa noite de sono é imprescindível para que o indivíduo tenha um dia equilibrado", pontua a psicóloga Miriam Farias, que é pós-graduada em hipnose clínica e relata que a qualidade de sono influencia em todas as nossas atividades no dia a dia.

André Guimarães, 38 anos, gestor comercial e de marketing em uma multinacional, sofreu anos com a insônia.

"Dormia em torno das 22h30 e acordava meia-noite ou 2h da manhã. Ficava irritado o dia todo. Saía da cama e ficava no sofá da sala para não atrapalhar o sono da minha mulher", conta. "Com a hipnose e psicologia fui reeducando o organismo e a mente. Leva um tempo, mas o resultado apareceu. Hoje, durmo seis horas por noite. Espero alcançar as tão sonhadas oito horas, que alcançava há uns 15 anos", afirma.

A hipnose atua no sistema límbico, responsável pelas emoções. "Quando a pessoa está muito estressada, ansiosa ou preocupada, ela tem mais dificuldade para dormir", completa a especialista.

VIDA ÚTIL

O colchão tem validade. Um colchão de espuma dura em torno de 5 anos. O colchão de mola, dependendo dos cuidados do proprietário, pode durar de 10 a 15 anos. O mais recomendado são os colchões terapêuticos, que além de durarem mais de 15 anos, trazem uma tecnologia superior.

"O ideal é que a compra dos colchões e travesseiros seja feita pessoalmente. Para evitar dores lombares e cervicais, a densidade do colchão deve estar adequada à sua altura e peso. O travesseiro deve reunir características necessárias para manter o seu pescoço sempre reto. Se cuidados como estes não forem tomados, você pode perder o sono e sofrer diariamente dores musculares, na coluna e no pescoço", finaliza Ricardo Eloy, CEO da Sonoquality.

Comentários

Últimas de DMulher