#AdoçãoChallenge

Famílias criam vídeo sobre adoção que viraliza nas redes sociais

Por O Dia

Família reunida depois da chegada de Isa
Família reunida depois da chegada de Isa -
Essa semana um vídeo emocionante viralizou nas redes sociais. Sabe aquela moda do challenge, que é a transformação surpreendente diante das câmeras? Então, algumas famílias formadas a partir da adoção entraram na brincadeira e arrancaram lágrimas de muita gente por aí. O objetivo do projeto foi chamar a atenção da sociedade para o Dia Nacional da Adoção, que acontece em 25 de maio. A ideia da psicóloga e professora de libras, Priscila Pas (@escolhadeamar) já alcançou quase um milhão de visualizações no Facebook e no Instagram.
- Nosso principal objetivo é mostrar que nossas famílias existem. Não somos mães, pais e filhos adotivos, somos mães, pais e filhos. Somos família, a adoção foi apenas o caminho – explica Priscila.
E esse caminho começou a ser percorrido pela Priscila e o marido Elias Amorim há cerca de seis anos, mas o desejo da adoção é muito mais antigo. Bem antes de se casar com Elias, Priscila já tinha o sonho de adotar uma criança. Ao conhecer o futuro marido, a ideia ganhou ainda mais força e se tornou um desejo do casal. Anos depois, a família descobriu que para ter filhos biológicos seria necessário passar por um tratamento de fertilidade. Como a adoção já era um projeto, Priscila e Elias não viveram o ‘luto’ de não poder ter filhos biológicos. Eles decidiram ingressar na fila de adoção imediatamente.
-Para nós não fazia diferença se o nosso filho seria biológico, queríamos ser pais, então entramos na fila de adoção, passamos por todos os trâmites necessários e fomos habilitados em dezembro de 2014. Oito meses depois conhecemos a Isa, com oito anos - explica Priscila, que junto com o marido, fez o que se chama de adoção tardia, que é o ato de adotar crianças maiores de três anos.
A família passou por um período de adaptação, de criação de laços e depois disso, Isa já morava com os pais.
- Ela é nosso maior presente, nossa filha tão amada e esperada. A aparência nem nos importava, mas Isa é a cara do pai e tem a personalidade muito parecida com a minha – derrete-se a mãe.
A espera por Isa era tão grande, que o casal fez um ensaio fotográfico da gestação do coração, como se estivessem grávidos e quando Isa chegou, eles repetiram o mesmo ensaio já com a presença da filha.
Priscila e Elias fizeram ensaio fotográfico da gestação do coração - Reprodução Redes Sociais
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A história feliz da família da Isa pode ser multiplicada no Brasil. Atualmente, segundo dados no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nosso país tem 33.840 crianças e adolescentes em abrigos, 5.059 estão aptos para adoção e 2.726 já iniciaram o processo. Do outro lado, há 36.437 famílias interessadas em adotar. A dificuldade é que 83% das crianças têm mais de 10 anos e apenas 2,7% dos pretendentes aceitam adotar nesta faixa etária.

Galeria de Fotos

Família reunida depois da chegada de Isa Reprodução Redes Sociais
Priscila e Elias fizeram ensaio fotográfico da gestação do coração Reprodução Redes Sociais

Comentários