Evento em Duque de Caxias comemora os 13 anos da Lei Maria da Penha e alerta população

Ação educativa na praça conta com apresentação teatral, orientações jurídicas e serviços gratuitos às mulheres

Por O Dia

Serviço pioneiro no Brasil, a Patrulha Maria da Penha de Duque de Caxias vai participar das ações de orientação e prevenção  na Praça da Emancipação
Serviço pioneiro no Brasil, a Patrulha Maria da Penha de Duque de Caxias vai participar das ações de orientação e prevenção na Praça da Emancipação -
A Lei Maria da Penha completa 13 anos de existência neste dia 7 de
agosto. Para celebrar o aniversário da Lei e, ao mesmo tempo, alertar
para a importância da prevenção e do combate à violência contra a
mulher, várias ações estão sendo organizadas pela Prefeitura de Duque de
Caxias.
Quem passar pela Praça da Emancipação, no Centro da cidade,  vai  contar com serviços gratuitos de beleza oferecidos pela FUNDEC, atendimento jurídico da OAB Duque de Caxias e Defensoria pública, orientações e acolhimento pela Secretaria de Assistência Social, Patrulha Maria da Penha e Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM). Todos receberão também panfletos educativos.
A iniciativa faz parte de uma grande campanha lançada em junho
pelo município que tem como objetivo diminuir os índices de feminicídio
na cidade, que detém o recorde negativo de violência contra a mulher no
estado. Em 2018, foram registrados mais de 3,8 mil casos no município,
segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

Para a delegada titular da DEAM Duque de Caxias, Fernanda Fernandes, a ação incentiva as denúncias de agressão, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais,
morais e até patrimoniais. “Para combater a violência contra as mulheres
é necessário o envolvimento de todos. A iniciativa da Prefeitura chega
em boa hora. Nossa expectativa é educar para que diminuam os casos.
Vamos atuar, juntos, com conscientização e ação. Assim, além de combater
os crimes, vamos prevenir”, explicou a delegada.


TEATRO NA PRAÇA

O evento vai contar com a apresentação da Cia teatral Água Benta, que
interpreta uma cena do espetáculo “O Lado B”, a história é de Julia, uma
mulher que vive um relacionamento abusivo e está decidida a dar um basta
nessa relação desrespeitosa. Cego de ciúmes o homem é incapaz de aceitar
e a violenta. Em um dos diálogos do casal, a lei Maria da Penha é
abordada.

O cenário que será montado na praça é composto por módulos móveis,
conduzidos pelos atores e que trazem elementos que, quando movimentados,
atuam como telas para as projeções e o resultado perpassa o cinema e o
próprio teatro. Trata-se de uma experiência áudio-visual surpreendente.


PATRULHA MARIA DA PENHA REALIZA  TRABALHO PIONEIRO EM CAXIAS

A Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de
Segurança, Infraestrutura Urbana e Gestões Tecnológicas, implantou no
município o projeto Patrulha Maria da Penha da Guarda Municipal, com o
objetivo de diminuir e prevenir a violência doméstica e familiar contra
a mulher.

A Patrulha Maria da Penha, criada em 8 de março de 2016, realiza um
serviço pioneiro no combate e prevenção a violência contra a mulher,
através da Guarda Municipal, em Duque de Caxias. O sucesso
alcançado nesses dois anos de atividade, incentivou outras cidades como
Macaé, Volta Redonda, Araruama, Rio das Ostras, Petrópolis e até mesmo
Bogotá, na Colômbia, a também implantarem esse projeto.
O trabalho consiste em fazer a verificação do cumprimento das medidas
protetivas, garantindo efetividade à lei Maria da Penha.

Comentários