Morador do Pará passa por cirurgia de catarata no Hospital do Olho de Caxias

Diagnosticado com catarata há três anos, José Fausto Filho recebeu indicação de parentes que moram em Caxias para se operar na cidade

Por O Dia

O médico realizou um exame pós-operatório em José Filho, que voltará  em novembro para operar o olho esquerdo.
O médico realizou um exame pós-operatório em José Filho, que voltará em novembro para operar o olho esquerdo. -
O Hospital do Olho de Duque de Caxias virou referência nacional. A prova disso foi a cirurgia de catarata feita pelo aposentado José Fausto Barbosa Filho, de 66 anos, que atravessou mais de três mil quilômetros de distância para fazer o procedimento na Baixada Fluminense. O idoso é morador do município de Parauapebas, no interior do Pará, e chegou ao Rio de Janeiro na última semana.

José foi diagnosticado com a catarata há três anos. Desde então, passou a procurar por diversas unidades de saúde para fazer a operação. Ao comentar com parentes, que moram em Duque de Caxias, sobre a doença, o aposentado resolveu se deslocar até a cidade com o objetivo de realizar a cirurgia.

"Indicaram dois hospitais para mim: um em Pernambuco e o de Caxias. Só ouvi elogios sobre o Hospital do Olho de Caxias. Falei com meus filhos e procuramos a unidade. Fui muito bem atendido desde o primeiro contato. Operei a catarata do olho direito e vou recomendar para todas as pessoas. Minha maior dificuldade era conseguir ler a bíblia. Agora, vou conseguir ler muito bem a Palavra do Senhor", declarou José Fausto, que voltará em novembro para operar o olho esquerdo.

A filha do aposentado, Lourrene Barbosa, de 37 anos, o acompanhou em todas as etapas para a cirurgia e reforçou os elogios para o atendimento no Hospital do Olho. "Eu moro em São Paulo e lá também ouvi falar muito bem da unidade. Cheguei aqui e comprovei a qualidade. O melhor e o principal: foi tudo de graça", disse Lourrene.

Transplante de córnea

Inaugurado há 1 ano e 8 meses, o Hospital do Olho Julio Cândido de Brito, em Duque de Caxias, já passou dos 750 mil atendimentos e agora passa a ser habilitado em transplantes de córnea. A primeira cirurgia, inédita no município, vai acontecer nesta sexta, dia 30/08, às 14h. A paciente Elisabeth de Jesus Vieira Luiz, 30 anos, é caxiense e mora no bairro Saracuruna. Ela será a primeira pessoa a receber o benefício. Desde os 17 anos de idade, a paciente sofre de ceratocone – condição em que o tecido transparente na superfície anterior do olho se curva para fora.

O hospital é um dos mais modernos do país em oftalmologia e conta com aparelhos importados de última geração. Além de pacientes de Caxias, atende também moradores de outras cidades da Baixada Fluminense, do município do Rio, e até de fora do estado. A unidade, nesse primeiro período, tem capacidade para realizar 20 cirurgias mensais, sendo adaptável de acordo com a demanda.













Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

O médico realizou um exame pós-operatório em José Filho, que voltará em novembro para operar o olho esquerdo. Eliakin Moura /Divulgação PMDC
O paraense José Filho agradeceu à equipe médica que o atendeu e elogiou os funcionários da unidade Eliakin Moura /Divulgação PMDC
José Filho aguardou três anos para realizar as cirurgias de catarata e saiu feliz do Hospital do Olho de Caxias Eliakin Moura /Divulgação PMDC

Comentários