Militares da Marinha fazem desinfecção de hospital e UPA de Duque de Caxias - Eliakin Moura/Divulgação
Militares da Marinha fazem desinfecção de hospital e UPA de Duque de CaxiasEliakin Moura/Divulgação
Por O Dia
Duque de Caxias - Militares do Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais realizaram nesta terça-feira, 19, a desinfecção das dependências do Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo e da UPA Beira Mar, que recebem pacientes infectados com o novo coronavírus. A ação fez parte do reforço no enfrentamento ao covid-19 que, no município, já registrou 1.158 casos confirmados e 151 óbitos.
Militares da Marinha fazem desinfecção de hospital e UPA de Duque de Caxias - Eliakin Moura/Divulgação
Durante a operação de limpeza e para descontrair os profissionais de saúde e pacientes das duas unidades, músicos da Banda Sinfônica dos Fuzileiros Navais apresentaram sucessos brasileiros e internacionais emocionando os pacientes.

Os militares (cerca de 50) ensinaram aos voluntários do Processo Apell que participaram de um curso de prevenção ao coronavírus, em abril, no Centro de Instrução Almirante Sílvio de Camargo, na Ilha do Governador, como agir na desinfecção de EPIs (Equipamento de Proteção Individual). Durante a formação, foram passadas informações sobre a utilização correta dos produtos químicos para desinfecção dos ambientes e dos profissionais envolvidos no socorro e atendimentos às vítimas.
Publicidade
Militares da Marinha fazem desinfecção de hospital e UPA de Duque de Caxias - Eliakin Moura/Divulgação
Participaram do curso agentes da Defesa Civil, da Secretaria de Transportes e Serviços Públicos, Limpeza Urbana, e lideranças comunitárias, entre outros segmentos públicos e comunitários, que se transformaram em agentes multiplicadores em suas comunidades.

Em abril, os fuzileiros navais já haviam realizado a desinfecção do Terminal Rodoviário Plinio Casado, no Centro de Duque de Caxias, por onde circulam diariamente milhares de pessoas a caminho de casa ou do trabalho.
Militares da Marinha fazem desinfecção de hospital e UPA de Duque de Caxias - Eliakin Moura/Divulgação