Na Av. Nilo Peçanha, em Duque de Caxias, lojas que vendem itens não essenciais estão abertas  - Cléber Mendes
Na Av. Nilo Peçanha, em Duque de Caxias, lojas que vendem itens não essenciais estão abertas Cléber Mendes
Por O Dia
Duque de Caxias - O município da Baixada Fluminense informou que irá seguir as medidas de flexibilização do isolamento social com base no novo decreto estadual, publicado na noite desta sexta-feira, 5, em edição extra do Diário Oficial. Com isso, podem voltar a funcionar em Duque de Caxias já a partir deste sábado, 6:
- Bares e restaurantes, com limite de 50% de sua capacidade;
Publicidade
- shopping centers e centros comerciais, das 12h às 20h, com limitação de 50% da capacidade, garantindo fornecimento de álcool em gel 70%. As praças de alimentação também podem reabrir, obedecendo ao limite de 50% da capacidade. Áreas de recreação, cinemas e afins, no entanto, permanecerão fechados;
- organizações religiosas podem funcionar, desde que seja observada a distância de 1 metro entre as pessoas;
Publicidade
- parques, para a prática de esportes, desde que não haja aglomeração;
- atividades culturais de qualquer natureza no modelo drive-in;
Publicidade
- feiras livres de produtos de gênero alimentício, com restrições como distância de barracas de 1 metro e disponibilização de álcool 70%;
Todos os estabelecimentos abertos devem seguir protocolos e medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias: assegurar a distância mínima de 1 metro entre as pessoas; disponibilizar álcool em gel 70%; e obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial por clientes e funcionários.
Publicidade
Batalha judicial
O prefeito Washington Reis assinou um decreto permitindo a reabertura do comércio desde o último dia 25 de maio. Entretanto, no mesmo dia, a Justiça suspendeu a medida. A prefeitura recorreu, mas perdeu em todas as instâncias. Apesar disso, as principais áreas comerciais de Duque de Caxias mantiveram funcionamento.