Mão de obra temporária com carteira assinada atingiu em outubro a maior marca de contratações desde o início da série do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em 2008 - Marcello Casal Jr / Agência Brasil
Mão de obra temporária com carteira assinada atingiu em outubro a maior marca de contratações desde o início da série do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em 2008Marcello Casal Jr / Agência Brasil
Por O Dia
Duque de Caxias - A pandemia do novo coronavírus afetou em cheio a economia do país. Em Duque de Caxias não foi diferente. Uma pesquisa da Firjan mostra que a cidade da Baixada Fluminense está com um saldo negativo de menos 5.208 empregos desde o início deste ano. Se for levado em conta, os meses entre março a junho, o município perdeu 6.465 empregos.
O setor mais prejudicado, segundo estudo da Firjan, foi o do comércio, com menos três mil pessoas empregadas. Somente o comércio varejista perdeu 1.896 postos de trabalho. Em seguida, vêm o setor de serviços e indústria.
Publicidade
Enquanto isso, as atividades que geraram emprego são: Serviços de Catering, Bufê e Outros Serviços de Comida Preparada com 673 novas vagas; Serviços Combinados de Escritório e Apoio Administrativo com 219 vagas; Comércio Varejista Especializado de Eletrodomésticos e Equipamentos de áudio e Vídeo com 131 vagas.
O estudo da Firjan
Publicidade
A plataforma Retratos Regionais, que trará mensalmente recorte setorial e regional do mercado de trabalho no estado do Rio, tem como base o saldo de admissões e demissões do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. De acordo com os dados gerais do cadastro, o mercado de trabalho fluminense teve 6.658 desligamentos em julho, principalmente por conta do setor de serviços (-7.877 vagas).

A Firjan ressaltou que, ainda que o quadro geral permaneça demissionário no estado, o acompanhamento mensal revela uma forte desaceleração no ritmo de demissões nos últimos meses – em abril, mês mais crítico após o início da pandemia, o saldo geral do mercado de trabalho foi de 89 mil desligamentos; em maio foram 38 mil; em junho foram 18 mil.

A plataforma Retratos Regionais traz recorte setorial e regional do mercado de trabalho no estado do Rio. No painel setorial são disponibilizados dados específicos dos setores industriais. Já o painel regional, que também permite a busca por município, apresenta o cenário geral de empregos, incluindo todos os grandes setores: Agropecuária, Comércio, Construção, Indústria e Serviços. A plataforma pode ser acessada através deste link: www.firjan.com.br/retratosregionais.