Pauta sobre atendimento de casos de Covid19 em hospitais da Baixada. Na foto, Hospital São José, em Caxias.      Foto:Estefan adovicz / Agência O Dia   
      Byline - Estefan adovicz / Agência O Dia
Pauta sobre atendimento de casos de Covid19 em hospitais da Baixada. Na foto, Hospital São José, em Caxias. Foto:Estefan adovicz / Agência O Dia BylineEstefan adovicz / Agência O Dia
Por O Dia
Duque de Caxias - A Prefeitura de Duque de Caxias aguarda a chegada das primeiras doses da vacina contra a Covid-19 para iniciar a imunização ainda nesta segunda-feira, 18, ou nas primeiras horas desta terça-feira, 19. De acordo com divulgação do Governo do Estado, a cidade da Baixada Fluminense deve receber 11.230 doses da Coronavac. Neste primeiro momento, segundo a Secretaria municipal de Saúde, serão vacinados apenas profissionais de saúde que trabalham diretamente na linha de frente contra o coronavírus e idosos que vivem em instituições de longa permanência. 
Segundo a administração municipal, uma equipe vai ser destinada para vacinação dos idosos nessas instituições de longa permanência já nesta terça-feira (19/01). Os profissionais de saúde serão vacinados nos Hospitais e Unidades onde trabalham. Nesses locais, a vacinação seguirá o protocolo de uso de máscaras, distanciamento e álcool gel.
Publicidade
O Hospital Municipal São José, exclusivo para atendimento a pacientes com a Covid-19, é o local onde a primeira dose da vacina será aplicada no município. O horário da vacinação depende da chegada do lote em Duque de Caxias.

Próximas etapas

De fato, ainda não se sabe quando as vacinas estarão disponíveis nos postos de saúde caxienses para outros grupos prioritários. A prefeitura deve aguardar nova remessa do imunizante para fazer uma divulgação dos locais de vacinação. O que a secretaria de saúde de Duque de Caxias definiu é que as estratégias de vacinação vão seguir uma linha semelhante a aplicada na imunização contra a influenza. Assim como na campanha contra a gripe, a imunização contra a Covid-19 vai acontecer nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades Pré Hospitalares (UPH), em Unidades de Estratégia de Saúde da Família (UESF), no Centro Municipal de Saúde e no Centro de Referência e Atenção Especializada à Saúde da Mulher.

Na primeira fase serão priorizados os trabalhadores de saúde, a população idosa a partir de 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência e a população indígena.