Pedro Parente presidirá a Petrobras

Convite foi feito pelo presidente em exercício Michel Temer e divulgado pelo Palácio do Planalto

Por cadu.bruno

Rio - O ex-ministro Pedro Parente vai assumir a Presidência da Petrobras.O convite foi feito ontem pelo presidente em exercício Michel Temer e divulgado em seguida pelo Palácio do Planalto. Parente vai substituir o atual presidente da estatal, Almir Bendine, nomeado em fevereiro do ano passado pela presidente Dilma Roussef após a renúncia de Graça Foster no auge da crise do petrolão.

O novo presidente foi ministro do Planejamento, da Casa Civil e interino de Minas e Energia no governo Fernando Henrique Cardoso. Parente iniciou a carreira no setor público no Banco do Brasil, em 1971, passou pelo Banco Central (BC) e também foi consultor do Fundo Monetário Internacional (FMI). No fim do governo FHC, ele assumiu a coordenação da equipe que cuidou das ações contra a crise energética do país, como o corte voluntário de 20% do consumo de energia elétrica para evitar o apagão.

Como ministro do Planejamento, Parente coordenou também a equipe de transição dos governo FHC e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Após deixar o governo, de 2003 até 2009 foi para a iniciativa privada, presidindo grupos como o de mídia RBS e do agronegócio Bunge.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia