Sucesso nas Finanças: Diferenças entre investimentos

Criado na década de 1930, o título de capitalização figura no rol de produtos mais ofertados por bancos

Por thiago.antunes

Rio - Segundo a Superintendência de Seguros Privados (Susep), responsável pela regulação do setor, nos últimos quatro anos depósitos em título de capitalização subiram mais de 10%, confirmando assim boa aceitação.

A aplicação do dinheiro resulta em reserva financeira que, embora tenha baixa rentabilidade e prazos de resgate rigorosos, beneficia investidores com prêmios em dinheiro.

Criado na década de 1930, o título de capitalização figura no rol de produtos mais ofertados por bancos. A possibilidade de ser sorteado é o fator que mais leva clientes a adquirirem este produto.

Pergunta e resposta

Vi propaganda, mas não entendi: título de capitalização é investimento? Qual a diferença? Como funcionam as promoções que os bancos fazem pedindo para a gente se cadastrar ou usar mais a internet para concorrer a viagens e dinheiro?” Mário, Tijuca

O título de capitalização é investimento, pois você aplica recurso por determinado tempo, com taxas de rentabilidade, que receberá no resgate. Mas do ponto de vista do retorno, não é boa aplicação. Apesar da possibilidade de premiação, seus rendimentos são baixos, menores do que a poupança. Há de levar em conta também a incidência tributária, que fica em torno de 20% a 30%, tomando os rendimentos como cálculo.

Os consumidores costumam comprar título de capitalização devido à possibilidade de prêmios em dinheiro. Mas, é feita com base nos números da loteria federal, ou seja, a possibilidade de sorteio é baixa.

No caso de resgates antecipados, os descontos são desfavoráveis para esta modalidade. O prazo de resgate varia de 24 a 72 meses, ou seja, opte pela modalidade apenas se tiver certeza de que cumprirá o prazo, caso contrário sairá com menos dinheiro do que entrou. Confira com atenção as regras, inclusive de sorteios.

Entre as vantagens, independente da possibilidade de premiação, está a poupança obrigatória. Os pagamentos dos títulos de capitalização são fixos ou em aplicação única – e usados no mercado imobiliário como garantia, em substituição à fiança.

Sobre promoções dos bancos – prêmios em dinheiro, viagens, eletrodomésticos –, são autorizados pela Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda.

Marta Chaves é gestora nacional do curso de Ciências Contábeis da Estácio

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia