Por gabriela.mattos
Publicado 27/12/2016 23:34 | Atualizado 27/12/2016 23:46

Rio - Os mais de 83 mil trabalhadores do Rio de Janeiro que ainda não fizeram o saque do PIS/Pasep do ano-base 2014 tem até amanhã para retirar até R$ 880 que estão no banco. Em todo país cerca de 900 mil pessoas que têm direito ao abono ainda não tiraram o dinheiro, informou o Ministério do Trabalho.

O prazo para fazer a retirada termina amanhã, último dia útil bancário do ano. Para os trabalhadores que têm cartão cidadão com senha, o saque do abono pode ser feito nos terminais de autoatendimento da Caixa e em lotéricas, na sexta – nesse dia, as agências estarão fechadas.

No total, nos 26 estados e Distrito Federal, até o último dia 20, faltavam 917.075 saques do abono de 2014. São R$ 802 milhões disponíveis, considerando o valor médio de saque individual, de R$ 874,84. “Num cenário de dificuldades e restrições pelo qual passam as pessoas, esse abono salarial poderá ser alento para muitos chefes de família em todo o País”, destaca o coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges.

Para quem tem cartão cidadão com senha o saque do abono pode ser feito nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em lotéricasDivulgação

Levantamento do ministério mostra que São Paulo tem o maior número de saques ainda pendentes. São 353.054 trabalhadores, de um total de 395.188 com direito ao abono de 2014, que estão deixando o benefício para trás. Apenas 42.134 (10,66%) deles retiraram o valor, em torno de um salário mínimo (R$ 880).

No Rio de Janeiro, de 102.401 pessoas com direito ao benefício, apenas 18.931 (18,49%) já buscaram o dinheiro. Faltam 83.470 saques. Em Minas Gerais, o abono segue disponível para 58.962 trabalhadores, de um total de 91.090 beneficiados, porque apenas 32.128 (35,27%) buscaram o dinheiro. No Espírito Santo, de 23.510 pessoas que têm direito, 12.761 não retiraram o dinheiro.

“O abono salarial é direito assegurado a trabalhadores com carteira assinada e vínculo formal de emprego. Do total de abono salarial pago, 89% decorrem da iniciativa privada e 11%, da atividade pública”, informa.

Ano-base 2015

O ministério alerta que R$ 14,8 bilhões estão disponíveis para 22,3 milhões de trabalhadores dentro do calendário do ano-base 2015 e, segundo informou o ministério, o governo manterá o esforço para que todos os trabalhadores efetuem o saque do PIS/Pasep, preferencialmente dentro do respectivo mês de pagamento do abono.

Fim do prazo para sacar PIS/PasepArte O Dia

Quem tem direito a receber o dinheiro

Tem direito ao PIS/Pasep quem recebeu, em média, até dois salários-mínimos mensais, com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias no ano anterior, e que tenham sido informados corretamente na Relação Anual de Informação Social (Rais).

Os empregados na iniciativa privada poderão retirar o dinheiro em qualquer agência da Caixa Econômica. Já os servidores sacam o valor no Banco do Brasil.

Para informar se os trabalhadores têm direito ao saque do PIS/Pasep, o Ministério do Trabalho lançou uma ferramenta para auxiliar quem ainda não recebeu o abono salarial do ano-base 2014.

Na página do ministério, no link http://abonosalarial.mte.gov.br/, as pessoas podem fazer consulta rápida para saber se têm direito ao benefício e como podem sacá-lo. Basta informar o número do CPF ou do PIS/Pasep e também a data de nascimento.

Amanhã é último dia útil

Amanhã é o último dia útil do ano e agências bancárias não vão abrir na sexta-feira. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) ressalta que as contas de consumo (água, luz, telefone, etc), bem como os carnês que estiverem com vencimento nas datas em que as agências estiverem fechadas, poderão ser pagos no primeiro dia útil seguinte ao feriado, ou seja, dia 2 de janeiro, sem a incidência de multa por atraso.

Vale lembrar que os tributos já vêm com data ajustada em relação ao calendário de feriados (federais estaduais e municipais). O público pode utilizar os caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados) para realizar operações bancárias.

As contas que possuem código de barra poderão ser pagas nos próprios caixas automáticos. Já em relação aos boletos bancários, os clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão fazer o agendamento pelos canais eletrônicos ou pagar por meio de Débito Direto Autorizado (DDA).

Para a aposentada Maria de Lourdes dos Santos, a ida ao banco na sexta-feira já estava descartada. “Último dia útil do ano cair numa sexta-feira é sinalização de que temos que ficar longe dos bancos”, brinca a aposentada. Segundo ela, algumas contas foram antecipadas, mas o restante ficará para o início do ano.

Você pode gostar