Por

A pesquisa mais recente da PROTESTE revela que o consumidor brasileiro continua pagando taxas altíssimas, com média anual de juros de 352,76%, ao recorrer ao financiamento por meio do cartão de crédito no chamado rotativo cobrado do consumidor quando ele opta por não pagar o total da fatura do cartão ou não fazer o pagamento até a data do vencimento, situações em que ele está adquirindo um crédito com os maiores juros do mercado. Foram comparadas as taxas médias de juros cobradas nas operações com cartões de outros seis países da América Latina (Argentina, Chile, Colômbia, Peru, México e Venezuela), além de Portugal e Estados Unidos.

Você pode gostar
Comentários