Imóveis de até R$ 1,5 milhão poderão ser financiados com recursos do FGTS

Financiamento poderá ser feito por meio do Sistema Financeiro de Habitação que tem juros mais baixos no mercado de até 12% ao ano

Por O Dia

A quantia foi recuperada por meio de autuações realizadas pela Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT)
A quantia foi recuperada por meio de autuações realizadas pela Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) -

Rio - Imóveis de até R$ 1,5 milhão poderão ser financiados com recursos do FGTS por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) que tem juros mais baixos no mercado de até 12% ao ano. O novo patamar de financiamento foi anunciado ontem Conselho Monetário Nacional (CMN) e valerá para todas as regiões do país. O teto valerá para financiar imóveis residenciais novos contratados a partir de 1º de janeiro de 2019 e passará a ser permanente.

Segundo o Banco Central (BC), as medidas foram tomadas para estimular a construção civil. Recentemente, entidades do setor reclamaram que a indústria da construção continua a recuar e a enfrentar dificuldades para sair da crise por causa do alto custo dos financiamentos.

Em novembro de 2016, o conselho havia corrigido o teto de financiamento de imóveis pelo SFH subindo de R$ 650 mil para R$ 800 mil, na maior parte do país, e de R$ 750 mil para R$ 950 mil no Distrito Federal, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Em fevereiro do ano passado, o limite foi elevado a R$ 1,5 milhão por unidade em todas as regiões do país, valor que vigorou até o fim de 2017. Já no começo deste ano, voltou a valer o teto anterior, de R$ 950 mil, para quatro estados, e de R$ 750 mil no restante do país.

Acima desses valores, valem as normas do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), com taxas mais altas e definidas pelo mercado.

Comentários

Últimas de Economia