Servidor: Salário do estado no dia 14

A expectativa do governo do estado conseguir antecipar o crédito da folha do mês passado, antes do décimo dia útil do mês seguinte ao trabalhado, mais uma vez não se concretizou

Por Max Leone (interino)

Os servidores ativos, aposentados e pensionistas estaduais devem receber os salários de julho na próxima terça-feira mesmo. A expectativa do governo do estado conseguir antecipar o crédito da folha do mês passado, antes do décimo dia útil do mês seguinte ao trabalhado, mais uma vez não se concretizou. Amanhã, deve sair o anúncio com a confirmação do crédito e o dinheiro caindo na conta corrente dos servidores, na terça-feira.

Como nos últimos meses, a possibilidade de o pagamento dos salários de servidores estaduais ser feito antes, depende do desempenho da arrecadação que entra no caixa.

No Palácio Guanabara, o discurso é o de manter o objetivo de tentar adiantar o depósito dos vencimentos dos servidores ativos, aposentados e pensionistas com salários mais baixos, sempre que for possível. Os salários e pensões do mês de abril com valores menores foram antecipados.

Vale lembrar que o décimo dia útil para pagamento passou a ser usado como prazo para depósito dos salários do pessoal do Executivo em março de 2016. A modificação da data ocorreu por decreto do governador Luiz Fernando Pezão que foi publicado naquele mês.

Antes da crise financeira que assolou o estado, os vencimentos dos funcionários da ativa eram quitados no segundo dia útil. Já os aposentados recebiam os benefícios logo no primeiro dia útil do mês subsequente. E os pensionistas tinham o crédito feito nos últimos cinco dias úteis do próprio mês-referência.

A volta do calendário original é uma das reivindicações do Movimento Unificado dos Servidores Estaduais (Muspe). Mas, toda vez que é perguntado, Pezão alega que ainda não há como fazer isso.

Questionada pela Coluna ao longo da semana passada, a Secretaria Estadual de Fazenda reafirmou a posição. De que mantém "esforços para que o pagamento de julho seja efetuado dentro do calendário regular do funcionalismo, ou seja, no 10º dia útil de agosto".

Comentários

Últimas de Economia