Preço do pão pode subir 10%

Disparada do dólar vai deixar vários produtos mais caros

Por EDDA RIBEIRO*

aumento do pão
aumento do pão -

RIO - Com disparada do dólar, alimentos derivados do trigo e outros produtos atrelados à cotação da moeda norte-americana vão ficar mais caros para os brasileiros. Nesta terça-feira, em mais um dia de alta, moeda fechou em R$4,14, e sua subida constante pode elevar o preço do pão francês em até 10%. Carne, frango e óleo de soja também serão afetados.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Trigo nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Geraldo Gonçalves afirma que a variação cambial vem demandando o reajuste de preços.

"Se o dólar persistir na faixa dos R$4 ou mesmo subir, teremos um aumento no valor do trigo entre 7% e 10%, dependendo de como as padarias vão absorver o preço", afirma.

Segundo João Pereira, proprietário da panificadora Mimosa de Copacabana, a instrução do sindicato é tentar segurar o custo do pão. "A média do preço no Rio é entre R$12 e R$18, o quilo. Queremos manter, senão as pessoas param de comprar pão", pondera.

André Braz, analista de inflação da Fundação Getulio Vargas (FGV) lembra que o aumento também pode afetar outros alimentos, como o milho e a soja. Segundo ele, carnes e aves ficarão mais caras devido ao consumo de grão na ração dos animais.

No macarrão, Braz não acredita em alta, já que o maior concorrente, o arroz, está com preço estável. Óleo de soja entra na lista de aumento.

*Estagiária sob a supervisão de Max Leone

Comentários

Últimas de Economia