Etanol é alternativa mais em conta

s

Por *EDDA RIBEIRO

As caixas de cerveja roubadas estavam no quintal da casa do policial -

Rio - Para driblar a alta no preço da gasolina em alguns bairros da cidade, uma saída para os motoristas com carros bicombustíveis pode ser usar o etanol. Com a estabilidade do valor do litro do combustível derivado de cana de açúcar chegando a R$ 3,33, nas bombas, e o da gasolina batendo em quase R$ 5,40, quem tem veículos que aceite os dois combustíveis deve aproveitar para trocar e economizar.

Segundo Amos Lee, da Universidade Automotiva, a estabilidade do preço do etanol deve ser aproveitada pelo consumidor. Se o valor do litro do álcool estiver igual ou mais baixo do que 70% do da gasolina, vale a pena trocar de combustível, como é o caso atual, que chega a 68% de diferença.

"É interessante garantir o equilíbrio de etanol e gasolina no carro, e o impacto será apenas na economia do motorista", explica. "Se a gasolina estiver muito cara no bairro onde o condutor costuma abastecer, vale a pena tentar outros postos", sugere.

"O álcool pode queimar mais rápido no motor, mas a relação dos 70% pesa muito mais quando o motorista calcular no fim do mês", pondera Pedro Lion, da empresa de logística Cobli.

Segundo a mais recente pesquisa da Agência Nacional de Petróleo, apesar do preço médio em R$ 4,99, o litro da gasolina é encontrado a R$ 5,40 na Lagoa e a R$ 5,29 no Humaitá e Ipanema. Outros bairros da Zona Sul apresentam valores acima de R$5,10.

A Petrobras anunciou ontem aumento de 1,02% no preço do combustível nas refinarias. A partir de hoje, o preço médio da do litro da gasolina vai custar R$ 2,22.

 

Comentários

Últimas de Economia