Por

Apesar de o nível de inadimplência das famílias do Rio de Janeiro ter caído ao menor nível dos últimos três anos e de o percentual de endividamento ter baixado em agosto, cerca de 60% das famílias do estado afirmaram ainda ter alguma dívida.

Os dados foram divulgados ontem pela Fecomércio-RJ, com base em levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Os números apontam que houve redução nos níveis de endividamento e de inadimplência entre as famílias do Rio de Janeiro de julho para agosto deste ano.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) indica, por outro lado, que o nível em agosto alcançou o seu menor percentual desde 2015, com 23,9% do total das famílias. A mais baixa taxa registrada anteriormente fora no mês de março de 2015, alcançando 18,8%.

A Fecomércio constatou ainda que o indicador de 60,1% de endividamento entre as famílias entrevistadas com alguma dívida é o menor percentual desde junho de 2017, o que indica, segundo a CNC, "uma postura de precaução do consumidor em contrair novas dívidas".

Na pesquisa, são considerados compromissos com cartão de crédito, cheque (especial e pré-datado), empréstimos (pessoais e consignados) e financiamentos (carnês, carro e imóvel).

Você pode gostar
Comentários