Valores venais, com base nos preços de mercado da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), servem de cálculo para o IPVA - Reprodução
Valores venais, com base nos preços de mercado da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), servem de cálculo para o IPVAReprodução
Por O Dia

Rio - A Secretaria de Estado de Fazenda identificou, nesta sexta-feira, erros nos valores gerados na Guia do IPVA 2019 para veículos nos quais o kit GNV foi instalado e que entraram no sistema na segunda quinzena de dezembro de 2018. Todas as guias estarão com os valores corrigidos nesta segunda-feira (14). Ao todo, foram identificadas cerca de 27 mil guias com valores superiores aos devidos. 

Os contribuintes que tiverem dúvidas devem entrar em contato com a Secretaria de Estado de Fazenda por meio dos e-mails [email protected] e [email protected] A orientação é que o proprietário não pague a guia do IPVA 2019 em caso de dúvida sobre o valor que está apresentado no documento. 

Importante lembrar ainda que o primeiro vencimento, para os veículos com final de placa número 0, será no dia 21 de janeiro tanto para o pagamento da primeira parcela quanto para a quitação integral do imposto. As guias podem ser emitidas nos sites do Banco Bradesco (www.bradesco.com.br) ou da Secretaria de Estado de Fazenda (www.fazenda.rj.gov.br). 

O tributo poderá ser quitado em cota única, com desconto de 3%. Outra opção é parcelar a quantia integral em três vezes. O IPVA é calculado aplicando-se as alíquotas (4% para carros flex; 2% para motos e 1,5% para carros movidos a GNV) aos valores venais, ou seja, de mercado, dos veículos calculados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Com base nesses valores, o imposto em 2019 será, na média geral, 3,23% mais barato do que em 2018. No caso dos automóveis, a redução média será de 3,13%.

 

Você pode gostar