Chocolates artesanais dão lucro na Páscoa

Ovos feitos em casa e personalizados ao gosto do cliente são tendência este ano

Por Luana Dandara*

Estudante de engenharia de produção, Tyciane Nunes produz doces artesanais há três anos
Estudante de engenharia de produção, Tyciane Nunes produz doces artesanais há três anos -

Rio - Há três anos, a estudante de engenharia Tyciane Nunes, 23 anos, entrou para o ramo de doces artesanais. Nesta Páscoa, resolveu investir na fabricação de ovos gourmet pela primeira vez. Incentivada por uma campanha nas redes sociais, que fomenta a compra de chocolates feitos por pequenos empreendedores, ela já teve lucro de R$ 2.300 em 20 dias, e os pedidos tendem a aumentar até o feriado.

A aposta da jovem e de tantos outros confeiteiros é embasada por dados do mercado. De acordo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), o setor reduziu em 22% as contratações para a Páscoa por causa do comportamento do consumidor. "O ovo artesanal ganha vantagem em cima do industrializado, principalmente pelo sabor. O produto é valorizado por cores e texturas", explica a instrutora do curso de Confeiteiro do Senac RJ Amanda Augusto.

A personalização do ovo é outro item que atrai clientes, e vai desde a casca e recheio até os toppings - ingredientes colocados por cima, como granulado e confeito. "O consumidor escolhe montar os ovos de acordo com as características de quem vai receber", diz a doceira Tamires de Oliveira, 23.

Devido aos bons resultados na Páscoa passada, a moradora do Méier criou kits para crianças montarem o próprio ovo neste ano. "Os pequenos gostam de participar. O Kit Confeiterinho inclui casca de chocolate, brinquedos e outras guloseimas para eles usarem a imaginação", conta. Os preços variam de R$ 15 a R$ 90.

Já Tyciane vende ainda cupcakes e minibolos decorados para a época, feitos em sua casa em Jacarepaguá. "A qualidade do chocolate é importante, não só a beleza e o preço. Tento passar um aconchego no meu produto", pontua ela, que aprendeu a fazer doces com a avó e por vídeos na internet. "Qualquer pessoa pode produzir o seu e ganhar dinheiro neste mercado", indica Tamires.

E para quem quer começar, é importante não só a capacitação na cozinha, por meio de aulas presenciais ou online, como também focar no empreendedorismo. "O mercado de confeitaria tem crescido muito por causa da taxa elevada de desemprego e a facilidade em aprender receitas, mas sem saber precificar e se relacionar com o cliente as pessoas acabam tendo prejuízo", pondera Daniela Vergara, da Escola Doce Negócios.

Presentes de crochê e EVA

A Páscoa também é oportunidade para produzir artesanato para presentes. A dentista Maria Sameiro, de 54 anos, complementa sua renda com crochê amigurumi. “É um produto exclusivo e personalizado que o cliente não encontra nas lojas e ele pode escolher roupinhas e acessórios do coelho. Além da técnica, tem muito amor e dedicação em cada ponto do trabalho artesanal”. 

 

Já Mônica Alves Santana, 44, faz trabalhos em EVA, como porta-chocolates e bichinhos de pelúcia. "As pessoas gostam de receber objetos que aproveitam depois de comer o conteúdo. Dá para presentear todo mundo", afirma. Moradora de Engenho da Rainha, Márcia Machado, 37, trabalha com biscuit há sete anos e garante que a Páscoa é uma das melhores épocas de venda. "Procuro fazer peças com uma segunda utilidade, como coelhinho baleiro. É um trabalho bonito que pode virar enfeite".

Produção para a família

Na ideia de economizar, também é possível fazer ovos de Páscoa em casa para família. O investimento é baixo: uma barra de chocolate nobre, de preço médio de R$ 22, produz até quatro ovos de colher de 250g. O recheio é feito com duas latas de leite condensado, e os utensílios necessários são moldes específicos e

termômetro de cozinha. "Gostar da área de confeitaria é suficiente para aprender", afirma Vannessa Magalhães, professora de confeitaria do Instituto Gourmet. No dia 17, ela dará um curso sobre o assunto na Universidade Unisuam, das 13h às 17h, na unidade Bonsucesso.

As inscrições estão abertas pelo telefone (21) 3882-9771, e o custo é de R$ 190. Os empreendedores, por sua vez, precisam se atentar para o embrulho e informações sobre conservação e validade. Ao precificar, Amanda Augusto, do Senac, indica multiplicar por três os custos da produção de um ovo de chocolate.

*Estagiária sob a supervisão da jornalista Marita Boos

Galeria de Fotos

Estudante de engenharia de produção, Tyciane Nunes produz doces artesanais há três anos arquivo pessoal
Ovos de páscoa artesanais estão bombando Divulgação
Páscoa é excelente período para lucrar com produtos feitos em casa Divulgação
Ovos de páscoa artesanais estão bombando Divulgação
Ovos de páscoa artesanais estão bombando Divulgação
Confeitera Tamires Oliveira, 23 anos, faz ovos de chocolate artesanais Marcio Mercante / Agencia O Dia

Comentários