Após queda de juros, aproveite e negocie

Seis linhas de crédito para pessoa física tiveram taxas reduzidas no mês de abril

Por Marina Cardoso

Mesmo com pequena redução de juros, consumidor deve aproveitar para negociar dívidas
Mesmo com pequena redução de juros, consumidor deve aproveitar para negociar dívidas -
Rio - Mesmo com pequena queda das taxas de juros de operações de crédito em abril, após leve alta em março, segundo dados divulgados pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), o período é bom para quem tem dívidas e deseja negociar com os credores. Todas as seis linhas de crédito à pessoa física pesquisadas tiveram taxas reduzidas no mês passado (juros do comércio, cartão de crédito, cheque especial, CDC - bancos e financiamento de automóveis, empréstimo pessoal - bancos e empréstimo pessoal - financeiras). 
Segundo o professor da Ibmec e da Fundação D. Cabral, Gilberto Braga, qualquer tipo de endividamento é alto, entretanto ele explica que o momento é ideal para tentar negociar os débitos por conta das condições favoráveis criadas pelos bancos.
"O consumidor vai ter que arcar com despesas altas de qualquer forma, porque já fez a dívida. Mas estamos em um momento em que a economia vem frustrando as expectativas de crescimento e, com isso, se torna bom período para eles liquidarem", explica.
Conforme Braga, esse momento é criado a partir das condições que as pessoas têm dificuldade em arcar com os seus orçamentos e, respectivamente, aumenta o risco de inadimplência. "Nesse cenário, os bancos vêm condições vantajosas para facilitar o processo de renegociação", completa o professor. Os bancos diminuem as taxas e alongam os processos de pagamento.
Sobre a possibilidade das taxas diminuírem, ele explica que dependerá da aprovação da Reforma da Previdência e em que condições.
OPÇÕES DOS BANCOS
Os bancos oferecem opções para liquidar dúvidas, com negociação via online e tarifas dependendo do relacionamento. No Itaú Unibanco, por exemplo, correntistas podem procurar os canais de atendimento ou agências. O mesmo vale para o Banco do Brasil, que oferece atendimento por aplicativo. No Santander é possível negociar em agência ou pelo https://www.santander.com.br/renegociacao-de-divida.
 
 
 
 
 
 

Comentários