Previdência: relator pode apresentar ajustes em parecer complementar

Segundo presidente da comissão especial da reforma da Previdência, ideia é retirar tudo referente a estados e municípios e só discutir essas questões no plenário

Por Agência Brasil

Relator, deputado Samuel Moreira, e o presidente da comissão especial da Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, durante sessão para discussão do parecer do relator.
Relator, deputado Samuel Moreira, e o presidente da comissão especial da Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, durante sessão para discussão do parecer do relator. -
Brasília - O presidente da comissão especial da reforma da Previdência (PEC 6/19) na Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), disse nesta quarta-feira que o relator Samuel Moreira (PSDB-SP) pode apresentar ajustes na redação de alguns pontos do voto complementar lido na última terça-feira. Uma nova reunião do colegiado foi convocada para a tarde desta quarta.

Segundo Ramos, ainda há artigos no relatório que fazem menção a servidores estaduais e municipais. “Isso tem gerado muita insatisfação. A ideia é retirar tudo referente a estados e municípios para só discutir no plenário.”
A expectativa é colocar em votação os cinco requerimentos de adiamento de votação do relatório na comissão especial. Também terão que ser apreciados 109 destaques com sugestões de mudança no texto, sendo 85 individuais e 24 das bancadas partidárias.

Voto complementar
O fim da isenção da contribuição previdenciária a exportadores rurais permitirá manter a economia com a reforma da Previdência acima de R$ 1 trilhão em dez anos. Segundo o relator da proposta na comissão especial da Câmara, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), o impacto fiscal corresponderá a R$ 1,074 trilhão no período.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários